Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 21 de Abril de 2024
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
juba outra
Ofereça amor ao próximo e alcance a vida eterna
Data:26/10/2023 - Hora:22h43

“Jesus respondeu: ‘Homem, quem me encarregou de julgar ou de dividir vossos bens?’ E disse-lhes: ‘Atenção! Tomai cuidado contra todo o tipo de ganância, porque, mesmo que alguém tenha muitas coisas, a vida de um homem não consiste na abundância de bens’” (Lucas 12,14-15) 

 

Quantos são os desentendimentos familiares ocasionados por causa dos bens materiais? Lamentavelmente, não é difícil nos depararmos com divisões, com brigas, com separações entre membros de uma mesma família por causa de repartição de herança, por causa de bens materiais. 

No Evangelho de hoje, Jesus se depara justamente com uma triste situação dessa. Situação de alguém completamente insatisfeito com o seu irmão devido à repartição de uma herança. E diante dessa situação, da qual Jesus é convidado por esse jovem a ser um mediador, ou seja, para julgar aquela situação, Jesus aproveita para advertir sobre o grande perigo que é deixar-se levar pela ganância, pelo desejo de adquirir e acumular bens. 

A ganância é esse desejo desenfreado de possuir bens deste mundo, como se as riquezas, os bens e o dinheiro nos garantissem uma existência imortal e longos anos de vida. E Jesus nos afirma que a vida do homem não consiste na abundância de bens, ou seja, a nossa vida não deve se resumir ao acúmulo de riquezas, pois a nossa vida aqui é passageira. 

A nossa única segurança é viver, a cada dia, o amor para com o próximo 

Não levaremos nada deste mundo, a não ser o amor que tivermos oferecido. E quantas são as pessoas que deixam de oferecer o amor aos seus familiares porque são apegadas aos bens materiais! 

Essa nossa vida é, na verdade, uma grande preparação para a eternidade, que nós não compraremos com dinheiro, não compraremos com riquezas. Por isso, de que adianta viver nesta ênfase de acumular, de ter muitos bens? De que adianta viver de maneira gananciosa, brigando e discutindo com os próprios familiares por causa de bens materiais, uma vez que esses bens não serão garantia de uma segurança, não serão garantia de vida eterna? 

A nossa única segurança está em viver o amor. A nossa única segurança é viver, a cada dia, o amor para com o próximo, é viver a união e a santidade. Isso sim nos garantirá uma vida imortal, isso sim nos garantirá a vida eterna! 

Nesse grande dia — o dia em que formos chamados pelo Senhor —, se soubermos viver não acumulando riquezas e os bens deste mundo, mas acumulando o amor e a santidade, desfrutaremos de uma riqueza eterna nos céus. 

Que possamos acumular sim, mas acumular um bem eterno: o bem da santidade e do amor! 

Desça sobre vós a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém! 

Padre Bruno Antônio - Sacerdote da Comunidade Canção Nova 




fonte: Padre Bruno Antônio



Não foi possível realizar a consulta ao banco de dados