Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 25 de Abril de 2024
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
Aguas coleta
Cristo brota, em seu coração, o desejo da vida eterna
Data:02/06/2023 - Hora:08h28

“Naquele tempo, começou Pedro a dizer a Jesus: ‘Eis que nós deixamos tudo e te seguimos’. Respondeu Jesus: ‘Em verdade vos digo, quem tiver deixado casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos, campos, por causa de mim e do Evangelho, receberá cem vezes mais agora, durante esta vida — casa, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições — e, no mundo futuro, a vida eterna’”. (Marcos 10,28-30) 

 

Veja, meus irmãos e minhas irmãs, parece aqui que Pedro está trazendo de volta aquela fala do filho mais velho da parábola do filho pródigo: “Nossa, trabalho há tanto tempo para o senhor…”, é aquela mentalidade bem monetária, aquela mentalidade bem comercial. 

Pedro e os seus cálculos matemáticos são apresentados para Jesus: “Olha, deixamos tudo para segui-Lo, e o que que nós vamos ganhar em troca?”. Pedro e suas pretensões; Pedro e a sua lógica comercial; Pedro e a sua vontade de monetizar o discipulado. 

Quanto é a sua entrega para Deus? Quanto ganho fazendo isso ou aquilo? E olha que, por aí, existem muitas propostas escandalosas — repito “escandalosas”, no âmbito religioso. Promessa de uma prosperidade absurda para quem se diz seguidor de Jesus. 

É de causar, às vezes, náusea. Não sei se sinto náusea muitas vezes ou se a gente fica perplexo de ver determinados discursos que são feitos dizendo que, “no nome de Jesus, no nome de Cristo, eu terei carros, empresas, dinheiro, viagem, fortuna…” Só porque eu determino que no nome de Deus vou ter esse sucesso ou alguém determina isso para mim. 

Deixemos que o Senhor faça brotar no nosso coração o desejo por uma vida mais plena 

Se não posso determinar nem um segundo da minha vida, como vou determinar uma coisa da qual não tenho controle, se a minha vida está nas mãos de Deus? Então, muitas vezes, a verdadeira doutrina sobre a prosperidade é deturpada. 

A resposta que Jesus dá para Pedro parece até corroborar com esse absurdo, parece até dizer: “É isso mesmo!” Porque Jesus fala: “Vão receber cem vezes mais”. Imagina: se dou tanto para Cristo, se vou receber cem vezes mais, imagina que valor vou receber! A gente até poderia usar da resposta de Jesus para poder dar razão para esse discurso. Mas, aqui, os “cem vezes mais” de Jesus não é material, mas é amor pela vida e viver a vida com sabor de eternidade. 

A última coisa que Jesus apresenta é: “E, no futuro, a vida eterna”, sabendo que a nossa vida neste mundo precisa ser vivida com sabor de eternidade. E aí, o que você tem — seja a sua casa, o seu carro, suas posses, o dinheiro que você ganha —, tudo isso será abençoado, porque o seu coração não está nisso; o seu coração está na eternidade, o seu coração está em Deus. Você vai ser capaz, inclusive, de compartilhar o que você tem com os mais necessitados; você vai, inclusive, fazer com que os seus bens materiais, que são frutos do seu esforço e da graça de Deus, sejam instrumentos também para o bem das pessoas mais necessitadas. 

Então, hoje, deixe que o Senhor faça brotar, no nosso coração, o desejo por uma vida mais plena, vivendo as realidades temporais, mas o nosso coração precisa estar ligado na vida eterna, que é o sentido da nossa existência. 

Sobre todos vós, desça a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém! 


Padre Donizete Ferreira - Sacerdote da Comunidade Canção Nova. 




fonte: Padre Donizete Ferreira



Não foi possível realizar a consulta ao banco de dados