Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 25 de Abril de 2024
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
juba outra
Aumentos inflam os preços de combustíveis nas bombas
Data:11/12/2019 - Hora:07h54
Aumentos inflam os preços  de combustíveis nas bombas
Rotina vira bagunça queimando o bolso do consumidor nas bombas. (Foto Sugestiva)

Agora é a vez dos combustíveis assustar os consumidores, que abasteceram o veículo neste começo de semana, se deparando a partir da segunda feira,(9) com preços ainda maiores que os vistos no sábado (7), quando a alta começou a ser percebida nos postos. O litro do etanol está sendo vendido na Capital e algumas cidades do interior, por até R$ 2,87, alta de 8,7% sobre o preço médio praticado na semana de 1º a 7 de dezembro (R$ 2,64), e de 15,2% se comparado o valor do fim de novembro (R$ 2,49).

A gasolina também ficou mais cara e o consumidor paga até R$ 4,77 pelo litro, alta de 5% e de 7%, na mesma base comparativa, segundo levantamento de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Sindipetróleo/MT) afirma que os reajustes são consequência dos aumentos registrados nas distribuidoras. “Numa pesquisa rápida entre os revendedores, há relatos de aumento de 17 centavos de quarta para quinta-feira passada, por uma grande distribuidora atuante em Mato Grosso”.

Ainda conforme a entidade, entre os motivos que contribuíram para a alta nas bombas estão a alta do etanol nas usinas, produto misturado à gasolina, e do biodiesel, usado no óleo diesel, além da valorização do petróleo no mercado internacional. O Sindipetróleo ressalta que o mercado é livre e competitivo em todos os segmentos, cabendo a cada posto revendedor decidir se irá repassar ou não os reajustes ao consumidor.

 

 




fonte: Da Redação



Não foi possível realizar a consulta ao banco de dados