Diretora administrativa: Rosane Michels
Sábado, 23 de Setembro de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
CANOPUS
Começando pela Criadagem
Data:26/05/2015 - Hora:06h42
A maioria dos nossos políticos com mandato, volta e meia nos surpreende com suas aleivosias e falácias, nos escritos, pensando que nossos olhos são vasos sanitários e falando, ignorando que nossos ouvidos não são penicos, tamanha a M... que vertem em suas ações, sinal mais que comprovado, que nós patrões, estamos muito mal de empregados. Empregados sim, pois quem os admitiu nas urnas para nos representar, desde uma câmara municipal ao senado, quem paga seus vultosos salários, via impostos, somos nós, seus patrões. Muitos deles não fazem jus a 10% do que recebem e se acham poderosos, debocham do povo, botam um paletó e uma gravata e olham de soslaio para o Seu Zé, a Dona Maria, enfim, para quem está bancando esta regalia, por sinal, bem recheada de benesses, criadas por eles mesmos em suas auto-ajudas “legais.” E tem aquele nosso empregado arrogante que para intimidar o Zé Povinho, afixa na recepção da dita Casa do Povo, Casa Cidadã, (pilhérias), um cartaz advertindo sobe a criminalidade do “Desacato à Autoridade,” uma aberração, convenhamos em gênero, numero e grau. Por falar em grau, tem uma deputada de Mato Grosso que apresentou semana passada um Projeto de Lei, instituindo na grade curricular do ensino médio, a disciplina Preceitos Constitucionais, cujo conteúdo programático, deverá necessariamente, abordar garantias constitucionais, forma e sistema de governo, mutação constitucional, direitos políticos e direitos sociais. E blá-blá-blá, ela justifica seu PL, alegando que o Brasil vive uma imensa transformação nos dias atuais e ao longo do tempo tem sofrido com políticas públicas ineficientes e, na maioria das vezes, inerte aos interesses da população. E trololó, trololó, os cambaus, bico de pato, mangalô três vezes, a parlamentar diz que o fato de instituir a disciplina nos anais educacionais de formação não quer dizer, necessariamente, a criação de pessoas críticas ou uma base pré-ensino superior. Pelo contrário, capacitar e dar conhecimento aos cidadãos para que não sejam manipulados e que não tenham formação induzida por mídias e canais de jornalismo. Êpa, êpa, êpa, mexeu com a gente, ao contrário de milhares de políticos com mandato ganhando os tubos pra não fazer nada, os canais de jornalismo, geralmente são formados por pessoal de canudo, teoria de universidades e pratica do dia a dia, trabalha prá dedéu, formando opiniões, nunca induzindo o leitor, como os discursos falaciosos dos gravatinhas de plenário legislativo. Como imprensa, o jornalista encontra-se amparado pela Declaração Universal dos Direitos da Pessoa Humana, promulgada pela III Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas, desde 10 de dezembro de 1948, em cujo Artigo XIX, contempla o direito à liberdade de opinião e de expressão e a prerrogativa de procurar, de receber e de transmitir informações e idéias por quaisquer meios, independentemente de fronteiras. Direito este, igualmente assegurado pelo Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos, em seu Artigo 19, adotado pela Assembléia Geral da ONU em 1966 e incorporado, formalmente, ao nosso direito positivo interno, pelo Decreto nº 592/92. Não venha a deputada questionar a seriedade da imprensa ética, a grande maioria da mídia, sobretudo a interiorana de Mato Grosso. Ela deveria ocupar melhor o tempo pelo qual é pago por nós, povo, para interpor em plenário um PL, cujo teor, exigisse conhecimentos básicos de legislação aos deputados, quiçá, Mato Grosso pudesse dar exemplo às demais unidades da federação. Sugerimos, por exemplo, que os candidatos a deputado tivessem pelo menos um curso superior, afinal, eleitos, são legisladores, não se podendo admitir que mesmo um vereador não tenha concluído o curso médio, e só pra concluir, citamos um exemplo vergonhoso. Após assumir como deputado, o candidato Tiririca classificado na mais baixa escolaridade considerada pelo TSE foi indicado, por 186 profissionais que participaram do prêmio Congresso em foco 2012, como um dos melhores parlamentares do país. É pouco, ou quer mais? Então, que a limpeza comece pelas ditas Casas Cidadãs, afinal, o povo quer, precisa e exige ser representado por alguém com o básico conhecimento da função, Bom Dia.


fonte: Da Redação



anuncie anuncie aqui AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Espalhando alegria, charme e elegância nas ruas de Curitiba o casal José Carlos Carvalho e Salete, que curtem uns dias ao lado do filhão José Ricardo.  Bom passeio. Figa para a pequena Anelise Maria que completou 4 meses de vida e  cada dia está mais fofinha. Quem coruja muito é a mamãe Maria Rosa e a vovó Maria Stael. Beijinhos!!! Comemorou mais uma primavera a linda Virginia Martins Santullo, que recebeu o carinho especial  dos filhos Ítalo, Otávio e Davi, do maridão, amigos e familiares. Que esse novo ano seja pleno de alegrias e conquistas.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados