Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 27 de Julho de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
BIENAL DA AGRICULTURA: Gargalo em logística aumenta frete em até R$ 2,4 bi
Data:10/08/2013 - Hora:08h51
BIENAL DA AGRICULTURA: Gargalo em logística aumenta frete em até R$ 2,4 bi
Foto: Assessoria
Cem reais por tonelada de grãos separam agricultores de Mato Grosso da sonhada superação de gargalos logísticos no escoamento da produção. Essa é a diferença nos custos de frete no comparativo entre duas grandes rotas de escoamento de safra, considerando os mesmos pontos de partida e chegada, o polo de Lucas do Rio Verde e Shangai, na China: os tradicionais portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR) e as vias de Miritituba e Santarém (PA), pela rota da BR-163, ainda não pavimentada no Estado vizinho. Numa rápida matemática, a diferença na planilha do setor chega a um montante de R$ 2,4 bilhões por safra. Pesquisa aponta que o preço pago pelo produtor para escoar uma tonelada de grãos pelos dois maiores portos do Centro-Sul do país é de R$ 333, ao passo que a despesa cai para R$ 238 a tonelada com o caminho pavimentado BR-163 Norte afora. Esses e outros dados fazem parte do estudo inédito elaborado pelo Projeto Centro-Oeste Competitivo, apresentado na sexta-feira (9), na Bienal dos Negócios da Agricultura Brasil Central. Segundo Olivier Roger Sylvain Girard, sócio da empresa Macrologística e responsável pelo levantamento, o tema é de fundamental importância quando se leva em conta a necessidade de mudanças profundas para evitar maiores prejuízos ao escoamento da safra e, consequentemente, ao crescimento do agronegócio no país. O raio-X logístico completo inclui a análise de outras opções de rotas de escoamento, tendo como destinos finais Shangai e Roterdã, na Europa. O projeto capitaneado pelas entidades da Indústria, Comércio e Agricultura dos Estados da região Centro-Oeste. A preocupação do setor produtivo aumenta diante do anúncio de novos recordes nas lavouras. Dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) indicam que Mato Grosso produzirá na safra 2013/14, 25,28 milhões de toneladas. Considerando essa mesma estimativa, para efeito de comparação, caso toda a safra mato-grossense fosse escoada por Santarém, o custo total de frete seria de cerca de R$ 6 bilhões ante R$ 8,4 bilhões via Santos e Paranaguá, por meio da interação modal entre rodovia e ferrovia, uma diferença de R$ 2,4 bilhões. Conta que pesa sobre o setor e também na mesa do consumidor final. Para o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Rui Prado, os investimentos feitos em logística de transporte ainda são tímidos, resultando na ineficiência da competitividade de agricultores e provocando um efeito cascata na cadeia produtiva. “As estradas ruins ou em péssimas condições - ou o que é pior, a falta delas – causa prejuízos a quem produz e a quem consome. O produto final que chega ao supermercado precisa ser mais barato para quem compra ao mesmo tempo que remunera de forma justa a quem produz. Nós perdemos competitividade e esse preço mais barato fica no meio do caminho, junto com a remuneração do produtor”, alerta, ao destacar que os dados do estudo pautarão as próximas reivindicações do setor junto ao governo federal. A Bienal – Organizada pelas Federações da Agricultura e Pecuária dos Estados de Mato Grosso (Famato), Mato Grosso do Sul (Famasul), Goiás (Faeg) e Distrito Federal (Fape-DF).


fonte: Assessoria Bienal da Agricultura



anuncie aqui LAB. LIDER anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Completou 15 primaveras a linda Maria Eduarda Manzoli que recebeu os amigos e familiares em grande estilo. Que essa data se repita por longos e significantes anos são os nossos votos. Felicidades e muitos anos de vida ao educador físico Flavio da Academia Shen Chuan que ontem trocou de idade. Uma quarta-feira repleta de boas energias a Geany Moraes e toda equipe da CVC Cáceres que oferece  os melhores pacotes para seu passeio ser inesquecível e o melhor com um precinho que cabe no seu bolso. Grande abraço!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados