Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 25 de Fevereiro de 2024
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
Sicredi 2
Justiça Social
Data:22/02/2022 - Hora:07h40
Justiça Social
Reprodução Web

No domingo, (20) o calendário registrou o Dia Mundial da Justiça Social, e, apesar de parecer fácil o significado da palavra, bastando ver a questão constitucional em nossa Carta Magna,  ou seja, que ela parte do princípio que todos os indivíduos são iguais em direitos e deveres, como, educação, saúde, trabalho, moradia, liberdade de expressão, etc, a realidade é outra totalmente adversa, quanto a distribuição aos cidadãos. No contexto educação, as ditas reformas mais pra remendos, pouco ou quase nada veio a servir, sobretudo quando contesta pedagogos da têmpera de Paulo Freire, Montessori, Piaget, etc, além de menosprezar os professores. A saúde, não é segredo pra ninguém, continua na UTI do descaso pelos governantes, gente que paga 35% em impostos e agoniza nas filas de postos, UPAs e hospitais. No tocante a trabalho, somos mais de 13 milhões de pais de família, jovens e adultos, reféns do desemprego e outro tanto sobrevivendo na informalidade do subemprego. Moradia, sonho pesadelo de milhões de sem teto em barracos e ou zanzando pelas ruas e praças, pois não tem como pagar alugueres na miséria em que vivem. A livre manifestação contra os abusos de poder, se esbarra em truculência de uma pressão de um artigo que preconiza o tal desacato a autoridade. São detalhes que nos leva a questionar a tal Justiça Social, pela falha aplicabilidade. Tudo bem que o Dia Mundial da Justiça Social é praticamente recente, se comparado a outras efemérides, data de 2015, há apenas cinco anos de sua instituição pela ONU, visando conscientizar a sociedade sobre a igualdade entre os povos, bem como o respeito a diversidade. Recapitulando, ela nada mais é que um mecanismo para assegurar a todo cidadão os seus direitos às liberdades políticas, dentre outras básicas do cotidiano, oferecendo transparências nas esferas públicas e privadas.  Embora recente, a Justiça Social, remonta meados do século XIX, quando se discutia que se a justiça é cega, a social deve tirar-lhe a venda dos olhos, para ver a realidade e compensar as desigualdades que nela produzem. Neste sentido, se a justiça comutativa se aplica aos iguais, a social corresponderia a justiça distributiva, aplicando se aos desiguais. Segundo o filósofo liberal John Rawls, a justiça Social, deve garantir as liberdades fundamentais a todos, já que ela parte do princípio de que todos são iguais em direitos e deveres. Caindo na real da atual situação, conclui se que mesmo codificada em leis magnas de repúblicas ditas democratas, com exceções de alguns magistrados e representantes do parquet, alguns governantes honestos, a Justiça Social ainda é utópica, em termos de aplicabilidade. O desrespeito de alguns governantes e instituições para com os cidadãos humildes, contradiz a teoria da Justiça Social, que nesta prática, é omissa quanto aos direitos e madrasta na cobrança dos deveres aos filhos da pátria amarga. 




fonte: Da Redação



rotary anuncie AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
Sicredi
High Society
Vivas ao mais novo médico cacerense Dr. Felippe Michelis Santos, que na semana passada colou grau em uma festa que se resume em bênçãos por mais essa etapa vencida. Parabéns pela formatura! Que essa nova etapa seja coberta de sucessos e que você alcance todos os objetivos traçados. Paz, saúde, realizações e prosperidades é o que desejamos a querida Viviane Rondon, que comemorou mais um aniversário.  O parabéns especial de hoje é endereçado a você!!!  No rol dos aniversariantes da semana, celebramos José Carlos Carvalho, uma pessoa muito querida no meio Cacerense. Desejamos um ano repleto de felicidades, realizações e momentos especiais. Parabéns Zé!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados