Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 25 de Fevereiro de 2024
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
juba outra
Carta a Papai Noel
Data:23/12/2021 - Hora:07h53
Carta a Papai Noel
Reprodução Web

Como dizia Carlos Drumond de Andrade: e agora José, a festa acabou, a luz apagou, o povo sumiu, a noite esfriou...José, e agora? Chegou o Natal, sem festas em mais de 620 mil lares, enlutados pela Covid-19, a luz no fim do túnel dobrou o valor da conta, o dinheiro sumiu e a noite, bem, a noite os gatos são pardos, já diz o ditado. Não fosse a lembrança simbólica dele, o filho do Pai. Eterno, Jesus Cristo, o Natal seria uma noite comum, como tantas que passamos nestes 358 dias, faltando sete para o início de um novo ano. Pois é, José, no presépio da igreja, o seu xará com Maria e o aniversariante do dia, são reverenciados e nas portas de lojas, o bom velhinho Nicolau, conhecido Papai Noel tira selfies com as crianças. É para ele, o barbudo de vestes vermelhas, made in Coca Cola, que resolvemos escrever uma cartinha pedindo alguns presentes, mesmo sabendo que não seremos atendidos, bastando-nos a esperança de dias melhores, que somente Deus, pode nos proporcionar. E, do jeito que as coisas vão indo, só por Deus, mesmo. E agora, José? Agora, a nossa carta ao bom velhinho do polo norte. Não aquela dos correios, mas a do Correio Cacerense, o sessentão da Princesinha do Rio Paraguai. Vamos lá, Papai Noel, que tal acabar com a pandemia do Covid-19, zerando casos e óbitos? De quebra, sensibilizar o governo, que ninguém aguenta mais os reajustes dos combustíveis? Que tal um salário mínimo que fosse médio o bastante para cobrir a inflação e sobrar alguns para as contas de água, luz, farmácia e os etecéteras? A redução dos desmatamentos com mais chuvas pras lavouras seria um bom presente. Em nome de milhões de desamparados que passam fome, a gente pede mais empregos, que a maioria deles, não quer esmolas nem humilhação. Parece que não, Noel, mas ajudinhas viciam o caráter de quem recebe com troca de favores. O hexa seria legal depois de 20 anos de jejum, sobretudo após as eleições, pra nenhum político tentar marcar gols nas urnas. Se não for pedir muito, Noel, pra fechar nossos pedidos nesta cartinha, que tal congelar os salários de deputados e senadores por 20 anos? Assim, com certeza sobraria dinheiro para melhorar a saúde pública e a educação que anda meio quebrada. A gente sabe que tais pedidos não passam de utopia, Papai Noel já anda de saco cheio com as desigualdades sociais e olha que o dele é de brinquedo, mas não custa usar dos pedidos pra mostrar a dura realidade do reino tupiniquim, não é mesmo, José? Convenhamos, nem Papai Noel nem a gente tem saco pra aguentar tanta corrupção, desgovernos, carestia generalizada e afins! José, e agora, uma pausa pra homenagear o natalício de Jesus,  nossa única esperança de um amanhã promissor aos que tem fé, Amém. 




fonte: Da Redação



JBA AREEIRA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
Sicredi
iptu
High Society
Vivas ao mais novo médico cacerense Dr. Felippe Michelis Santos, que na semana passada colou grau em uma festa que se resume em bênçãos por mais essa etapa vencida. Parabéns pela formatura! Que essa nova etapa seja coberta de sucessos e que você alcance todos os objetivos traçados. Paz, saúde, realizações e prosperidades é o que desejamos a querida Viviane Rondon, que comemorou mais um aniversário.  O parabéns especial de hoje é endereçado a você!!!  No rol dos aniversariantes da semana, celebramos José Carlos Carvalho, uma pessoa muito querida no meio Cacerense. Desejamos um ano repleto de felicidades, realizações e momentos especiais. Parabéns Zé!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados