Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2021
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Professora Mazé é a primeira mulher negra eleita em Cáceres
Data:24/11/2020 - Hora:07h38
Professora Mazé é a primeira mulher negra eleita em Cáceres
Mazé é cacerense e se elegeu com 432 votos (Foto: Assessoria)

 

A professora Maria José da Silva (PT) é a primeira mulher negra a vencer uma eleição em Cáceres. “Mazé”, como é conhecida na cidade, recebeu 432 votos e deve ocupar uma das 15 cadeiras do legislativo municipal à partir do próximo ano. 

Nascida em Cáceres, Mazé atua até hoje como professora na Escola Estadual “Dr. José Rodrigues Fontes” e também na escola municipal “Fazendo Arte”. Ao Cáceres Notícias a professora disse que terá um mandato dedicado ao respeito às minorias e aos desfavorecidos. “Na câmara de vereadores vamos levar pautas de luta que há muito tempo o movimento negro vem cobrando do poder público, o enfrentamento da violência contra a mulher além da atenção especial à mulher na saúde, e essas são só algumas das nossas pautas”, afirma a professora. 

A atenção aos bairros periféricos também é um dos compromissos de Mazé para Cáceres. “Muitas crianças dos residenciais Minha Casa Minha vida brincam na rua, isso mostra quanto o poder executivo esteve ausente nos bairros. O valor arrecadado dos impostos é usado pra maquiar o centro da cidade e os bairros distantes são abandonados”, diz Mazé. Nunca na história da Câmara de Vereadores de Cáceres, uma mulher negra havia ocupado o cargo de vereadora. O resultado da Eleição de Mazé aconteceu poucos dias antes do Dia da Consciência Negra, comemorado nesta sexta-feira (20). “Isso é um fato histórico, quando uma professora antirracista, feminista e anti machista consegue ser eleita. A representatividade de uma mulher negra na câmara importa sobretudo para a identidade das nossas crianças”, completa ela. 

De acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral, dos 15 vereadores eleitos em Cáceres apenas três se declararam pretos, outros cinco pardos e o restante (07) brancos. Além da professora Mazé, apenas uma outra mulher foi eleita na cidade, Valdeniria Dutra (PSC), que se declara como parda. 

 

 



fonte: Assessoria



JBA AREEIRA anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
SEcretaria Saúde
Multivida
sicredi
High Society
Parabenizamos a linda Valentina Figueiredo que foi aprovada no vestibular de medicina da Unic. Merecidamente você conseguiu! E hoje os aplausos são todos para você! Parabéns! A força de vontade e a persistência trouxeram você a esse momento tão especial. Temos a convicção que essa conquista é o início de muitas outras...Que essa nova fase seja repleta de aprendizado e vitórias.  Um brinde ao casal Amarildo Merotti e Adriana Maciel Mendes, que celebraram mais um ano de casados, mais um ano de vida ungida pelas mãos de Deus. Desejamos que a felicidade continue fazendo parte do seu enlace matrimonial e que mais anos abençoados se possam acrescentar a todos aqueles que já contaram juntos. Um abraço forte a esse casal que tem fé no amor. Lançado o livro “Cáceres, Passado e presente de uma geografia poética” que proporciona ao leitor a arte em forma de poesia escrito pela ilustre cacerense Olga Castrillon Mendes, revelando a beleza histórica, cultural e religiosa da cidade com imagens capturadas pelas lentes do fotógrafo Rai Reis.  O livro valoriza e difundi a Princesinha, reconhecendo a importância e relevância do conjunto arquitetônico existente, como também o conjunto paisagístico da baía do Malheiros, rio Paraguai e Pantanal. Aplausos pelo belíssimo trabalho que teve apoio da ALMT, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer e Prefeitura Municipal de Cáceres. Fica a dica de leitura.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados