Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Isolando os milagreiros
Data:21/04/2020 - Hora:11h21
Isolando os milagreiros
Reprodução Web

De cada 10 notícias atualmente na mídia, 8 são referentes ao coronavírus,  que a cerca de 100 dias da explosão, se transformou numa pandemia, cuja soma funesta ultrapassa os 2 milhões de vítimas contaminadas no planeta. Como se pode notar, a situação é de extrema gravidade, pânico a parte, a única forma de se evitar o contágio é o auto isolamento social, já que em médio prazo, impossível se falar em vacina ou medicação oficial eficaz. Infelizmente, alguns setores político-sociais, defendem o oposto, mais preocupados com os déficits típicos da economia, bolsas, dólar e os cambaus, quando o sensato seria só pesar o valor e o preço da vida. O que se tem notado por uma minoria, felizmente, são atos em defesa de valores materiais, (que morram os idosos) relegando a segundo plano o sagrado direito a vida, com discursos falaciosos, fascistas, divulgação de fakes, turbas em passeatas, inclusive ameaçando os que lutam pelo isolamento social, uso de máscaras e quarentenas domiciliares. Os caras limpas de bom senso, para os quais, a gente lava as mãos, apelam para utópicas testagens em massa, quando é cediço, que,  obsoleta, supérflua e impossível, ela não acabaria com o maldito vírus da Covid-19, por não ser vacina, apenas um laudo negativo de momento, passível de contágio horas depois. Justificando: paciente X é testado como negativo,   não usa máscara e na próxima esquina se encontra com Y, (positivo) ambos conversam, expelem gotículas e o Xis da questão, é que o paciente X, tido como negativo antes, agora é positivo, positivo? Mas toca a banda, que a roda gira e os milagreiros das redes lançam a salvação contra a Corona; e haja cloroquina, ferro-quina, eita ferro na cobaia que não tinha malária nem Covid 19 e morreu de arritmia. Importante destacar que nem a OMS nem a Anvisa, CRM e ou similares, aprovaram estas picaretagens. A cloroquina, a base de quinino, usado no combate aos estados febris da malária, para eventual discussão nas febres decorrentes da Covid 19, depende de mais estudos científicos, sendo temerário seu uso em pacientes hipertensos contaminados pelo vírus em questão. Só faltou os rábulas de Hipócrates, mais para hipócritas, receitar chá de salsa caroba e cabacinha, né? Gente, ainda é o isolamento social com uso de máscaras, a única prevenção ao Covid 19. Concluindo, nossa luta é contra o luto, prejuízo, é correr atrás dele e encontrar a morte na próxima esquina. Claro, que esta prisão domiciliar não é fácil, mesmo sendo uma etapa para o semi-aberto progressivo para a volta à plena liberdade para jovens, idosos, enfim, todos, indistintamente. Com fé em Deus, autoconsciência e sem politiqueiras do capitalismo selvagem, esta praga vai passar. In-fine: lucro maior, é a vida. Bom Dia!

 




fonte: Da Redação



rotary anuncie JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
rotary alimento
High Society
Parabenizamos a linda Valentina Figueiredo que foi aprovada no vestibular de medicina da Unic. Merecidamente você conseguiu! E hoje os aplausos são todos para você! Parabéns! A força de vontade e a persistência trouxeram você a esse momento tão especial. Temos a convicção que essa conquista é o início de muitas outras...Que essa nova fase seja repleta de aprendizado e vitórias.  Um brinde ao casal Amarildo Merotti e Adriana Maciel Mendes, que celebraram mais um ano de casados, mais um ano de vida ungida pelas mãos de Deus. Desejamos que a felicidade continue fazendo parte do seu enlace matrimonial e que mais anos abençoados se possam acrescentar a todos aqueles que já contaram juntos. Um abraço forte a esse casal que tem fé no amor. Lançado o livro “Cáceres, Passado e presente de uma geografia poética” que proporciona ao leitor a arte em forma de poesia escrito pela ilustre cacerense Olga Castrillon Mendes, revelando a beleza histórica, cultural e religiosa da cidade com imagens capturadas pelas lentes do fotógrafo Rai Reis.  O livro valoriza e difundi a Princesinha, reconhecendo a importância e relevância do conjunto arquitetônico existente, como também o conjunto paisagístico da baía do Malheiros, rio Paraguai e Pantanal. Aplausos pelo belíssimo trabalho que teve apoio da ALMT, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer e Prefeitura Municipal de Cáceres. Fica a dica de leitura.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados