Diretora administrativa: Rosane Michels
Sábado, 21 de Abril de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Chega a fase final colheita de milho em Mato Grosso
Data:15/08/2012 - Hora:12h56
Chega a fase final colheita de milho em Mato Grosso
A colheita do milho de segunda safra está próxima de ser encerrada em Mato Grosso, principal produtor no Brasil, segundo levantamento semanal divulgado nesta segunda-feira pela consultoria Céleres. Os trabalhos de campo atingiram 95 por cento da área cultivada, um avanço de 6 pontos percentuais ante o levantamento da semana anterior. No país, a colheita já foi realizada em 69 por cento da área, evolução de 8,7 pontos percentuais em uma semana. \"Os trabalhos atuais estão 10,1 pontos percentuais à frente quando comparados com os trabalhos na mesma época da safra passada, quando 59 por cento já haviam sido colhidos\", disse o relatório da consultoria. No Paraná, outro Estado com grande volume de produção na chamada \"safrinha\", a colheita já foi concluída em metade da área plantada, com grande avanço na última semana. \"Depois das chuvas que atrapalharam o desenvolvimento normal da colheita, o tempo seco tem motivado os produtores paranaenses a acelerar o passo\", disse a Céleres. Com o tempo favorável nas principais regiões produtoras, o Brasil está colhendo um recorde de milho na segunda safra. A dedicação dos produtores à colheita tem atrapalhado os negócios com milho, segundo a consultoria. \"O mercado doméstico de milho apresentou-se como morno na semana passada, estando os produtores focados na colheita e os compradores pressionando os preços e oferecendo valores abaixo dos pedidos pelos vendedores, levando algumas praças a apresentarem quedas ou estabilidade\", disse a Céleres. O volume recorde de milho exportado em julho começa a sinalizar que o país poderá terminar o ano com vendas de 14 milhões de tonelada, disse a Céleres. \"Os relatórios de acompanhamento da movimentação marítima nos principais portos brasileiros apontam que em agosto de 2012 a possibilidade de serem embarcadas mais de 2 milhões de toneladas é grande\", disse a consultoria. No entanto, problemas logísticos, como a falta de caminhões e a morosidade no processo de transbordo em portos secos em Mato Grosso e a falta de vagões no Paraná, podem interferir no bom desenvolvimento das exportações, alertou a empresa.


fonte: Redação com Reuter’s



anuncie anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Curtindo as belezas da cidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra as amigas Marinalva Denipotte Manfrin e Fabíola Campos Lucas. Uma ótima estada no País vizinho. Votos de breve recuperação a amiga Suzy Kristina dos Santos, que sofreu uma torção no tornozelo e está de repouso impossibilitada de andar. Estamos na torcida pela seu reestabelecimento. Grande abraço. Nosso Destaque VIP para a competente equipe do Kaskata Flutuante que serve a melhor comida da cidade. Forte abraço a família Natal que está a frente de bem servir os cacerenses e visitantes. Pra hoje fica a dica de saborear aquele delicioso peixe a La Kaskata.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados