Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 19 de Janeiro de 2021
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Nossos irmãos PNE’s
Data:05/12/2019 - Hora:06h43
Nossos irmãos PNE’s
Reprodução Web

Esta semana o calendário registrou anteontem, (3) o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, mas nunca é tarde, para que abordemos este tema, tão relegado a segundo plano, apesar da convenção internacional dos direitos dessas pessoas aqui no Brasil tem status constitucional, claro, que reconhecendo em seu texto que a deficiência está no meio e na sociedade e não nas pessoas. Que a deficiência pode e deve ser entendida na perspectiva das diferenças e diversidades que podem ser encontradas em todas as representações do tecido social, e, que para garantir os direitos e acessos dessa significativa parcela da população, se faz necessário hoje negar toda forma de retrocesso no acesso a direitos, garantias individuais e coletivas. Concordamos em gênero, numero e grau, especialmente quando o texto da referida convenção alerta para que a gente negue a temática do retrocesso, se não vejamos, o aberratio do Projeto de Lei 6.159/2019 que desobriga empresas de adotarem uma política de cotas para pessoas com deficiência ou reabilitadas. Conforme o texto do PL, as empresas podem substituir a contratação pelo pagamento de um valor correspondente a dois salários mínimos mensais. Não poderia haver momento melhor para rufar este besteirol, que esta semana, quando a exemplo dos demais dias do ano, deveríamos nos ater à importância dos eficientes portadores de deficiência e aos seus direitos, como cidadãos, quiçá, bem mais importantes que os demais. Como advogado, vislumbramos que a própria concepção do projeto desvirtua a norma vigente. Veja que as cotas servem para obrigar a inclusão dos portadores de deficiência dentro o mercado de trabalho, mesmo porque cediço, que a maioria das empresas não contratariam, os portadores de necessidades especiais, (PNEs) por vontade própria, apesar do artigo 93 da lei que disciplina o setor, com percentual de 2 a 5 porcento dos trabalhadores para empresa com mais de cem empregados. Não por acaso, a nota de repúdio da Associação Nacional de Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos dos Idosos e Pessoas com Deficiência, ao abjeto projeto, que com certeza não deverá prosperar no congresso, onde parlamentares já começam a se articular para barrar seu avanço. Pois é, amigos, depois desta rufada, resta-nos com o devido respeito e consideração aos eficientes PNEs, em nome de uma sociedade consciente, agradecer à eles pela eficiente contribuição, quando nos atende nos mercados e lojas,  reverência extensiva aos integrantes do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Mato Grosso, um órgão representativo das pessoas com deficiência físicas, sensoriais, intelectuais, ostomias, nanismo, doenças raras e as demais reconhecidas na Convenção, bem como na Lei Brasileira de Inclusão, pela incessante missão na luta e defesa das políticas públicas de natureza social, educacional, do trabalho, da saúde da cultura, do esporte, do lazer, da habitação entre outras, como condição de acesso a plena cidadania estabelecidas nas cartas constitucionais do país e do Estado do Mato Grosso, Bom Dia!

 



fonte: Da Redação



rotary anuncie aqui anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
rotary
SEcretaria Saúde
High Society
Parabenizamos a linda Valentina Figueiredo que foi aprovada no vestibular de medicina da Unic. Merecidamente você conseguiu! E hoje os aplausos são todos para você! Parabéns! A força de vontade e a persistência trouxeram você a esse momento tão especial. Temos a convicção que essa conquista é o início de muitas outras...Que essa nova fase seja repleta de aprendizado e vitórias.  Um brinde ao casal Amarildo Merotti e Adriana Maciel Mendes, que celebraram mais um ano de casados, mais um ano de vida ungida pelas mãos de Deus. Desejamos que a felicidade continue fazendo parte do seu enlace matrimonial e que mais anos abençoados se possam acrescentar a todos aqueles que já contaram juntos. Um abraço forte a esse casal que tem fé no amor. Lançado o livro “Cáceres, Passado e presente de uma geografia poética” que proporciona ao leitor a arte em forma de poesia escrito pela ilustre cacerense Olga Castrillon Mendes, revelando a beleza histórica, cultural e religiosa da cidade com imagens capturadas pelas lentes do fotógrafo Rai Reis.  O livro valoriza e difundi a Princesinha, reconhecendo a importância e relevância do conjunto arquitetônico existente, como também o conjunto paisagístico da baía do Malheiros, rio Paraguai e Pantanal. Aplausos pelo belíssimo trabalho que teve apoio da ALMT, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer e Prefeitura Municipal de Cáceres. Fica a dica de leitura.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados