Diretora administrativa: Rosane Michels
Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Olho vivo na Sexta
Data:29/11/2019 - Hora:07h14
Olho vivo na Sexta
Reprodução Web

Sexta feira preta, na realidade se traduzido ao pé da letra, a tal Black-Friday é isso, sem tirar nem por, mas no mercado capitalista, sobretudo o tupiniquim cucaracha, papagaio de repetição, trata-se de mais de um dia de vendas com ofertas de preços em lojas e afins, pelo menos é o que dizem, em alguns casos, pro freguês ficar com um pé atrás, porque ninguém vai revender algo com descontão de mais de 50%, gastando com a mídia, comissão de vendedor e fornecedor levando prejuízo. Na realidade, pelo que entendemos em nosso leigo conhecimento comercial,as empresas devem levar em conta uma série de fatores para decidir quais produtos vão ter descontos durante a Black Friday. De forma geral, as varejistas optam por reduzir o preço de itens mais estocados, que tenham elevada margem de ganho e que dialoguem entre si para que possam gerar novas intenções de consumo, mas ao personagem central da artimanha, o Procon, tem previamente alertado o consumidor a identificar as armadilhas dos dias que antecedem  a tal Black Friday, comparando preços antes e nas ofertas do milagroso dia, já que muitas lojas no mês que antecede jogam o valor nas alturas e derrubam ele na promoção, levando o incauto comprador a acreditar no falso desconto. Aí, é Black-Fraude e o consumidor deve dar o troco, ou seja, não comprar nada, esperando uma oferta verdadeira nas vendas de dezembro, sem Friday e ao som de Jingle-Bell’s. Nunca é demais lembrar que na tal Black Friday, além da maquiagem, outro problema recorrente são os golpes através de falsos cupons e promoções que aparecem por e-mail ou em redes sociais para quem compra virtualmente e acaba caindo na rede dos malandros. Bom seria para fazer uma fezinha na centena do galo, já que este ano a tal milagreira completa 150 anos para classificar uma crise econômica nos States, numa sexta-feira, 24 de Setembro de 1869, depois que dois bolsistas de Wall Street, Jay Gould e Jim Fisk, frustrados em conseguir grandes lucros com o mercado em bancarrota, nomearam o dia como Black Friday. Com certeza, o termo pegou doravante, especialmente por ser o Dia de Ação de Graças, uma data especial para os gringos e para os comerciantes, a dica de desovar pontas de estoque, pois segundo Alexandre Marquesi, professor de  

e-commerce e omnichannel da ESPM, os produtos que vão para a promoção são aqueles que precisam que a empresa tenha uma margem grande de lucros, cuja redução na oferta,não compromete o valor original. São características comuns  dos produtos em promoção: nível alto de estoque; complementares, como computador e monitor, por exemplo; que incentivem as empresas a entrar na briga por descontos, pois a estratégia mais comum de colocar um produto em promoção é se ele está parado no estoque. Concluindo, não pense que tudo entra no rol da sexta-feira preta, apesar de prevalecer o conselho, que se fosse bom, não se dava, se vendia, sem descontos  de black-Friday: Não compre gato por lebre, saiba do preço real no mês passado e o atual, qualquer abuso, use o Código de  Defesa do Consumidor, fechado?   

 




fonte: Da Redação



anuncie aqui JBA AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Brinde ao casal Xonei e Selma Ourives pela passagem de mais um aniversário de casamento. Durante esses 20 anos de caminhada a dois muitos obstáculos foram vencidos, muitas alegrias e tristezas foram compartilhadas, mas em todos os momentos o amor foi o alicerce. Parabéns e que Deus abençoe sempre vocês!!! Abrilhantando nossa High Society a jurista Cibelia Maria Lente que recebeu homenagem pelo Jubilei de Prata da Faculdade de Direito da Unemat. Conhecedores que somos da sua dedicação e amor a profissão congratulamos desse reconhecimento. Com ligeiro atraso, mas em tempo de felicitar  o jornalista Luizmar Faquini, que ontem marcou mais um golaço no placar da vida e festejou a data envolto ao carinho dos colegas de trabalho na Rádio Difusora, dos familiares e rol de amigos. Hoje nós da família do Jornal Correio Cacerense dedicamos esse espaço a você, rogando ao Criador muitas bênçãos de saúde, paz e felicidades. Que essa data se repita por muitos anos. Grande abraço!!!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados