Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Cociente Incon$ciente
Data:27/11/2019 - Hora:05h57
Cociente Incon$ciente
Reprodução Web

Nunca é demais bater e rebater esta tecla, cujo som em dó-maior,(dó das vitimas) soam que  mais de R$ 30 bilhões já foram pagos em impostos em Mato Grosso desde o dia 1º de janeiro até a última sexta-feira (22), segundo dados do Impostômetro da Federação do Comércio, a tal Fecomércio, cujos números dispensam comentários. Para quem não sabe, o impostômetro é uma espécie de termômetro comercial/industrial, que considera todos os valores arrecadados pelas três esferas de governo a título de tributos: impostos, taxas e contribuições, incluindo as multas, juros e correção monetária. Aquele papo furado de crise, que não gira dinheiro no comercio, não cola, claro, que o povo ultimamente anda matando cachorro a grito, com uma inflação real de 20% escamoteada em 3,9% pelos economeses do governo. Quem apregoa inflação inferior a meio por cento ao mês ou é mentiroso ou mal-intencionado, enganador da boa fé de incautos e os cambaus; com certeza não vai aos supermercados, aos açougues e padarias, onde os preços seguem os reajustes mensais dos combustíveis, que por sua vez acompanham o dólar há muito tempo além dos R$ 4,00. Como tudo depende dos transportes, leia-se combustível, a cesta básica sobe mensalmente, o quilo de carne quase que duplicou de preço, o gás de cozinha voltou a queimar o bolso da dona de casa e assim por diante, mas a inflação de gabinete, aquela que comanda o reajuste do salário mínimo e dos juros da poupança, esses nunca chegam aos 4% ao ano. Mesmo assim, o pobre, o assalariado honesto, o aposentado, precisa sobreviver, paga caro por isso e deixa 35% do que ganha e gasta, em impostos, basta olhar o rodapé do ticket de mercado e lá está a prova da roubalheira dos governos, bilhões para bancar o luxo perdulário de empoderados, uma vergonha. Sabiam que num comparativo com 2018, a gente pagou cerca de R$ 1 bilhão e 600 milhões a mais em impostos, aqui em Mato Grosso? E o governo chora queném bezerro desmamado, que não tem grana pra isso, falta bereré prá aquilo, tal e coisa e coisa e tal. Aí, o seu fulano e a dona sicrana vai ao posto de saúde levar o guri que teve febre a noite toda; aquela fila a prova de dor de barriga e tosse (tossiu, borrou); chega um preso e é atendido primeiro, depois de umas três horas, já sol alto, o médico avia uma receita e nem dipirona tem no PS. É de acabar com o pequi de Cáceres, melhor procurar uma benzedeira e tomar um chazinho, que o SUS, (Serviço Único de Sofrimento), dizem, anda quebrado,apesar dos bilhões arrecadados do nosso suor, é ultrajante,amigos! Basta dividir o arrecadado em impostos, os R$ 30 bilhões pela população de Mato Grosso, pouco mais de 3 milhões de habitantes e passando pelo dividendo,divisor e cociente, chegamos ao resto, o quantum cada um de nós pagou até agora aos governantes, com certeza, no mínimo, quatro meses de ganho,que vazou do bolso pro ralo palaciano. Até quando isso vai continuar, não dá pra gente saber, apenas, que enquanto a gente não aprender a votar, vai ser esta zona mesmo.  




fonte: Da Redação



AREEIRA JBA rotary
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
SEcretaria Saúde
rotary
rotary alimento
High Society
Parabenizamos a linda Valentina Figueiredo que foi aprovada no vestibular de medicina da Unic. Merecidamente você conseguiu! E hoje os aplausos são todos para você! Parabéns! A força de vontade e a persistência trouxeram você a esse momento tão especial. Temos a convicção que essa conquista é o início de muitas outras...Que essa nova fase seja repleta de aprendizado e vitórias.  Um brinde ao casal Amarildo Merotti e Adriana Maciel Mendes, que celebraram mais um ano de casados, mais um ano de vida ungida pelas mãos de Deus. Desejamos que a felicidade continue fazendo parte do seu enlace matrimonial e que mais anos abençoados se possam acrescentar a todos aqueles que já contaram juntos. Um abraço forte a esse casal que tem fé no amor. Lançado o livro “Cáceres, Passado e presente de uma geografia poética” que proporciona ao leitor a arte em forma de poesia escrito pela ilustre cacerense Olga Castrillon Mendes, revelando a beleza histórica, cultural e religiosa da cidade com imagens capturadas pelas lentes do fotógrafo Rai Reis.  O livro valoriza e difundi a Princesinha, reconhecendo a importância e relevância do conjunto arquitetônico existente, como também o conjunto paisagístico da baía do Malheiros, rio Paraguai e Pantanal. Aplausos pelo belíssimo trabalho que teve apoio da ALMT, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer e Prefeitura Municipal de Cáceres. Fica a dica de leitura.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados