Diretora administrativa: Rosane Michels
Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Lei Maria da Penha é tema de palestras em escolas de Jauru
Data:05/09/2019 - Hora:08h23
Lei Maria da Penha é tema de  palestras em escolas de Jauru
PJC/MT

A educação de crianças e adolescente é um dos caminhos para redução dos índices de violência doméstica e está prevista no inciso V, do artigo 8ª da Lei Maria da Penha, que determina a “promoção e realização de campanhas educativas de prevenção a violência doméstica e familiar contra a mulher, voltadas ao público escolar e a sociedade em geral, assim como a difusão da lei e dos instrumentos de proteção aos direitos humanos das mulheres”.

Dentro desse princípio, um grupo de servidores da Delegacia da Polícia Civil de Jauru, debateu durante três dias a Lei Maria da Penha (11.340/06), junto a alunos da Escola Estadual Deputado João Evaristo Curvo, Escola Estadual Francisco Salazar e Comunidade São José.

As  palestras foram realizadas nos dias 22, 26 e 28 de agosto pela escrivã, Fernanda Tamara de Souza e Silva, com auxilio dos investigadores Maicon Carvalho, Ihanco Moreira Carvalho e Welder Marcell Cena de Freitas e dos estagiários Denys Firmino e Raiany Ferreira Dutra.

O público atingido foi de aproximadamente 800 alunos. “Foram realizadas palestras versando sobre a importância dessa lei, o porquê de sua criação, qual número ligar ou com quem falar em caso de violência doméstica e familiar, e o que essa lei causa aos agressores, ocorreu um concurso de redação, havendo premiação os alunos com as melhores redações”, disse a escrivã.

A lei que completou 13 anos dia 7 de agosto de 2019 é tida como uma dos mais avançados instrumentos de combate e proteção às mulheres vítimas de violência doméstica.

Em pesquisa realizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apenas 2% dos brasileiros nunca ouviram falar da lei Maria da Penha. Desde sua criação, o aumento de denúncias foi 86%. Segundo os dados, o número de mulheres agredidas fisicamente alcança quase cinco milhões de mulheres, uma média de 536 mulheres por hora em 2018; e 177 espancadas.

A pesquisa mostra que 76% das mulheres vítimas de violência contam que conheciam o agressor: o marido, um ex-namorado, um vizinho. “O propósito da legislação não é prender homens, mas proteger mulheres e filhos das agressões domésticas”, reforça a escrivã ao falar com os alunos.

 



fonte: Assessoria PJC/MT



JBA AREEIRA anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Elegante e lindíssima Gessica Simoncele oficializou união com Igor de Souza em cerimônia preparada com muito carinho para o grande dia. Na presença de familiares, amigos e padrinhos selaram o amor. Felicidades ao casal.  Aniversariante do dia Marisa Klein Dias que recebe o carinho especial do esposo Claudio, filhos e rol de amigos. Essa coluna deseja um ano de vitórias e muita saúde. Um brinde a você...Tim tim! Empreendedora de visão, Beatriz Tavares inaugura hoje o novo espaço da Casa Marquesa com inovações agregando valores ao seu negócio. Na oportunidade recebe os clientes e amigos no fim da tarde com um coquetel. Sucessos!!!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados