Diretora administrativa: Rosane Michels
Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
Reub
S.O.S – S.U.S
Data:20/08/2019 - Hora:18h20
S.O.S – S.U.S
Reprodução Web

Saúde é um direito do cidadão e dever do Estado, pelo menos o que prevê há 31 anos, a Constituição Federal de 1988 no título destinado à ordem social e nessa perspectiva, a Carta Magna, no seu Art. 6º, estabelece como direitos sociais fundamentais a educação, a SAÚDE (grifo nosso), o trabalho, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância. No nosso destaque, o mencionado artigo 196, reconhece a saúde como direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação. Neste contexto, o SUS – Sistema Único de Saúde -, e, aqui, inserimos o parecer de um dos mais renomados médicos do país,

Drauzio Varella, para o qual, sem o SUS, é a barbárie, e quem viveu na época pré-SUS, não pode deixar de concordar com esta afirmação. Apesar de deficitário, o SUS ainda é a chance de se evitar e as vezes, adiar a morte do paciente pobre. Nos anos 70, só os brasileiros com carteira assinada tinham direito à assistência médica, pelo antigo INPS, os demais que se virassem com os chazinhos, benzimentos, favores demédicos solidários, (felizmente a maioria sempre foi) ou morressem no abandono da vida miserável. Felizmente dois anos após a promulgação da CF/88, em 1990, o Congresso Nacional aprovou a Lei Orgânica da Saúde, detalhando o funcionamento do sistema e instituindo os preceitos que seguem até hoje. Pouquíssimos têm consciência de que o SUS é o maior e mais democrático programa de distribuição e geração de renda do país, pois ao curar um trabalhador, devolve-o à mão de obra serviçal, ao mercado de trabalho, ao ganho e consumo, consequentemente, ao pagamento de impostos. Mas e sempre tem um mas, nem todos pensam assim, veja o caso do atual Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, decidido provocar o Congresso a defender o fim da gratuidade universal do SUS, alegando a situação crônica de subfinanciamento do sistema, agravada desde a aprovação da Emenda Constitucional 95, uma das ultimas maldições do governo anterior, que congelou por 20 anos os investimentos sociais, como se pudesse congelar gastos em saúde pública. Inadmissível qualquer alegação sobre contenção a gastos na saúde pública, já tão sacrificada, com falta de remédios, filas quilométricas a guiza da carência de médicos, agora falar em cobrar consultas, é o fim da picada, amigos, é um deboche, uma chacota no trabalhador que paga cerca de 40% de tudo que ganha e gasta em impostos. Cediço, que o SUS é administrado de forma tripartite, com recursos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Se o orçamento do Governo Federal repassado para o Ministério da Saúde gira em torno 101 bilhões de reais, apenas em sete meses e 18 dias (dados de sábado 18/agosto/2019 - 15h16) a gente já tinha pago em impostos ao Leviatã, R$ 1 trilhão e R$ 554 bilhões e alguns trocados. Veja o leitor que a crise, se é que ela existe no erário, não é culpa nossa e sim, de quem gasta mal aquilo que nos sangra no dia a dia via impostos. Então, gente, somente uma mente doentia, poderia ter uma ideia imoral e ilegal, de defender cobrança no atendimento do SUS, como bem disse Drauzio Varela, devemos defender o SUS e nos orgulhar da existência dele, afinal, a gente já paga e muito, pelo pouco que ele nos dá em troca, imagina, pagar por um direito que a Carta Magna nos assiste, não dá, né?




fonte: Da Redação



AREEIRA anuncie aqui anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Elegante e lindíssima Gessica Simoncele oficializou união com Igor de Souza em cerimônia preparada com muito carinho para o grande dia. Na presença de familiares, amigos e padrinhos selaram o amor. Felicidades ao casal.  Aniversariante do dia Marisa Klein Dias que recebe o carinho especial do esposo Claudio, filhos e rol de amigos. Essa coluna deseja um ano de vitórias e muita saúde. Um brinde a você...Tim tim! Empreendedora de visão, Beatriz Tavares inaugura hoje o novo espaço da Casa Marquesa com inovações agregando valores ao seu negócio. Na oportunidade recebe os clientes e amigos no fim da tarde com um coquetel. Sucessos!!!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados