Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 22 de Setembro de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Tribunal do Juri condena réu a 50 anos e 4 meses de cadeia
Data:17/08/2019 - Hora:08h36
Tribunal do Juri condena réu  a 50 anos e 4 meses de cadeia
Arquivo

Levado a julgamento popular na tarde da última terça feira, depois de duas sessões adiadas, o réu Benedito Pereira Marques, vulgo “Dito-Preto”, acusado de participar de uma chacina numa fazenda na divisa de Mato Grosso com a Bolívia, em 2012, foi condenado pelo egrégio tribunal do juri da comarca de Cáceres, a pena de  50 anos, 4 meses e 24 dias de reclusão em regime fechado, no qual já se encontra.

O assassino foi incurso nas penas do artigo 121, §2º, incisos I e IV, por três vezes; artigo 288, parágrafo único, na forma do artigo 69, todos do Código Penal e a pena de 3 meses de detenção pela prática do crime descrito no artigo 161, §1º, inciso II, do Código Penal.

Dito Preto estava sendo processado por grilagem de terras e de participar com outras sete pessoas da chacina na fazenda Nova Bom Jesus, no Distrito de Vila Cardoso, que fica no município de Porto Esperidião, a 120 km da fronteira com a Bolívia, no dia 14 de setembro de 2012.

Cinco funcionários que haviam sido contratados para trabalhar na propriedade rural foram alvos de tiros. Dois conseguiram escapar e o restante não resistiu. Dois dias depois, um integrante do grupo acusado de ter sido o autor dos disparos também foi encontrado morto por policiais na mesma fazenda. Um ano antes, a fazenda tinha sido alvo de um incêndio criminoso que destruiu a sede da propriedade, o alojamento dos funcionários, dois barracões, um galpão e o maquinário.

A denúncia contra o bando em relação à chacina foi aceita em janeiro de 2013, mas naquele mesmo ano a juíza que estava com a ação penal precisou ser transferida e passou a receber escolta de policiais militares, após ter sido ameaçada de morte. O mesmo grupo criminoso teria sido o responsável pelas ameaças de morte ao delegado que investigou a invasão de uma fazenda localizada em Lambari D‘Oeste.

O juri da última terça feira, (13) foi presidido pela Juíza Presidente do Egrégio Tribunal do Júri Popular Helícia Vitti Lourenço, com a acusação a cargo da  representante do Ministério Público Ana Luiza Barbosa da Cunha, atuandona defesda do réu, os advogados José Marcílio Donegá e Michele Alves Donegá.




fonte: Da Redação



anuncie anuncie aqui JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Elegante e lindíssima Gessica Simoncele oficializou união com Igor de Souza em cerimônia preparada com muito carinho para o grande dia. Na presença de familiares, amigos e padrinhos selaram o amor. Felicidades ao casal.  Aniversariante do dia Marisa Klein Dias que recebe o carinho especial do esposo Claudio, filhos e rol de amigos. Essa coluna deseja um ano de vitórias e muita saúde. Um brinde a você...Tim tim! Empreendedora de visão, Beatriz Tavares inaugura hoje o novo espaço da Casa Marquesa com inovações agregando valores ao seu negócio. Na oportunidade recebe os clientes e amigos no fim da tarde com um coquetel. Sucessos!!!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados