Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
A Condição Humana
Data:13/08/2019 - Hora:08h58

Marcelo mora embaixo de um viaduto. Sua filha de 7 anos vive com ele. Todo dia, Marcelo acorda e vai atrás de alimento para si e para sua filha. Às vezes, Marcelo consegue algum pacote de balas para vender nos sinais ou em pontos movimentados. Mas às vezes seguranças encrencam com a presença de Marcelo e ele não consegue fazer suas vendas. Às vezes, Marcelo pede esmola. Alguns dão, mas muitos manifestam repulsa ou o ignoram. Parece que um morador de rua não merece sequer ser notado. Talvez porque esteja sujo, talvez porque pareça perigoso.

É como se Marcelo fosse invisível. “A gente é totalmente excluído da sociedade”, ele diz.

Um dia, Marcelo pedia esmola na frente de um bar. O dono do bar, quando o viu incomodando seus clientes, partiu para a agressão. Às vezes é melhor nem ser visto, mesmo. Marcelo tem uma filha de 19 anos que vive em Pernambuco. Ele veio para São Paulo com a mãe dela, sua esposa, mas esta morreu um ano e pouco depois. Marcelo fica angustiado porque não pode dar notícias nem visitar sua filha. A culpa pesa sobre seus ombros. Mas Marcelo não pode se abater. Ele tem uma filha para sustentar. Um dia, Marcelo ganhou de uma boa alma uma caixa de chocolates. Vendeu a caixa inteira e conseguiu 150 reais. Com o dinheiro, dormiu duas noites em um hotel com a filha. Vê-la sentada em uma cama de verdade, assistindo desenho animado pela manhã, encheu seu peito de alegria.

Mas a alegria foi breve. Em seguida eles voltaram para a rua. Para a desgraça que é morar na rua. A menina está estudando. A assistente social arrumou um colégio para ela. Uma outra boa alma ajuda Marcelo e a sua filha de vez em quando, cozinhando para eles e abrigando a menina. Marcelo não pode esmorecer. Se ele deixar faltar o básico para sua filha, a assistente social vai lhe tirar a criança. Marcelo tem procurado trabalho. Ele fez uma entrevista de emprego esses dias. Sua ficha estava sendo preenchida por um cara que dizia que já estava tudo certo. O emprego era dele. Mas aí chegou a parte do endereço. Marcelo não mentiu. Disse que é morador de rua, mas está disposto a fazer de tudo, de se esforçar ao máximo, de ajudar como puder. Mas sem endereço fixo não rola. Marcelo perdeu a vaga. Mas Marcelo não pode fraquejar. Ele não pode deixar sua filha desamparada. Marcelo acredita que Deus está sempre com ele, lhe mostrando o caminho. Mas ele sabe que isso não basta. Marcelo sabe que tem que ir à luta. Enquanto não percebermos que o próximo é um reflexo nosso e que o tratamento que damos a ele estamos, no fundo, dando a nós mesmos, estaremos condenados a viver sob os desígnios sinistros do egoísmo e do medo. Enquanto a luta do Marcelo não for a luta de todo mundo, não teremos ainda atingido a condição humana. Não faça com os outros o que você não quer que seja feito com você; Você finge não ver e isso dá câncer. (Legião Urbana) ***___Pedro Breier - é graduado em direito pela UFRGS, articulista do site Capezinho. 




fonte: Pedro Breier



AREEIRA JBA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Destaque VIP ao grupo Amigos do Bem que estão sempre juntos em prol de ajudar os mais necessitados realizando na cidade vários eventos, entre eles o Bazar e o Desfile Fashion Luz. Pessoas como vocês fazem a diferença. Nossos aplausos e reconhecimento. Em tempo parabenizamos Josinete Miranda pela passagem de mais um natalício. Felicidades e muitos anos de vida é o que lhes desejamos. Celebrar a amizade faz bem pra alma e pro coração. Nosso click as amigas Fabíola Campos Lucas e Andressa Braga.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados