Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Francis aposta em avanços no comércio com a Bolívia
Data:10/07/2019 - Hora:09h10
Francis aposta em avanços  no comércio com a Bolívia
Assessoria

O prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz, retornou da Bolívia no último final de semana, depois de integrar uma comitiva de lideranças do setor produtivo de Mato Grosso àquele país, onde de 30 de junho a 5 de julho, trataram de importação e exportação, com o objetivo de fortalecer o comercio bilateral entre a Bolívia e o Brasil. Participaram os presidentes da Aprosoja, Antonio Galvan, da Pró-Logística, Edeon Vaz Ferreira, da Oeste Tangará, Diogo Rutinelli, a vice-prefeita, Eliene Liberato e outros empresários.

O primeiro encontro foi realizado em Santa Cruz de La Sierra, com os empresários bolivianos, evento organizado pelo exportador Eduardo Gutierrez. Em seguida, visitaram a cidade de Bulo Bulo, para conhecer a indústria de uréia (fertilizante para a agricultura). Ainda em Bulo Bulo, foram informados que os bolivianos vão construir uma fábrica de sulfato de homônio com matéria prima local, para exportar.

Francis ressaltou que em La paz, a comitiva participou de um encontro com o vice-ministro de Minas e Energia, Alberto Echzu e com a diretora comercialização de Cloreto de Sódio, Patrícia Morales, sobrinha do presidente Evo Morales. Neste encontro, eles trataram de logística e das potencialidades econômicas da Bolívia.

O ministro afirmou que pretende instalar uma termelétrica em San Matias. “Como a Bolívia tem muita energia, pedimos a instalação desta usina, pois San Matias já tem o gasoduto. O excesso de energia poderá chegar á Cáceres com um custo menor”, garantiu o prefeito.

Na cidade de Uyuni, a comitiva visitou uma fábrica cloreto de potássio, produção de lítio e o Salar de Uyuni, que fica na província de Potossi, frisando Francis que Mato Grosso tem um dos maiores rebanhos bovinos do País, consome muito sal e a Bolívia tem muita uréia e cloreto de potássio para negociar e a meta é aumentar a fábrica de uréia para 750 toneladas por ano.

Francis explicou que a produção poderá ser transportada por rodovia, partindo de Bulo Bulo até Monteiro e, por ferrovia até Corumbá, chegando até Cáceres  através da Hidrovia do Mercosul. “Daqui a uréia poderá ser distribuída para as regiões consumidoras. Com o aumento da produção de grãos, até 2030, deveremos dobrar consumo de ureia, sem derrubar uma árvore, apenas utilizando áreas de pastagens degradadas” assinalou.

Segundo ele, os navios podem chegar com uréia e retornar com a soja, reafirmando que o país vizinho tem cloreto de potássio, uréia, sulfato de homônio, sal, além do gás e energia para oferecer ao Brasil. Francis, pediu ao ministro, a instalação de uma fábrica de uréia em San Matias pois já existe no local, o gasoduto, alegando que o frete pode diminuir em torno de 90%.

O prefeito destacou como muito positiva a viagem e que o grande objetivo é fortalecer o comercio bilateral entre os dois países, para ampliar a integração e movimentar a hidrovia do Rio Paraguai, concluindo que a partir de janeiro de 2020, a hidrovia estará totalmente navegável e isso impulsionará ainda mais o comercio.

 



fonte: Assessoria com Redação



anuncie JBA AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
rotary
zoom
High Society
Parabenizamos a linda Valentina Figueiredo que foi aprovada no vestibular de medicina da Unic. Merecidamente você conseguiu! E hoje os aplausos são todos para você! Parabéns! A força de vontade e a persistência trouxeram você a esse momento tão especial. Temos a convicção que essa conquista é o início de muitas outras...Que essa nova fase seja repleta de aprendizado e vitórias.  Um brinde ao casal Amarildo Merotti e Adriana Maciel Mendes, que celebraram mais um ano de casados, mais um ano de vida ungida pelas mãos de Deus. Desejamos que a felicidade continue fazendo parte do seu enlace matrimonial e que mais anos abençoados se possam acrescentar a todos aqueles que já contaram juntos. Um abraço forte a esse casal que tem fé no amor. Lançado o livro “Cáceres, Passado e presente de uma geografia poética” que proporciona ao leitor a arte em forma de poesia escrito pela ilustre cacerense Olga Castrillon Mendes, revelando a beleza histórica, cultural e religiosa da cidade com imagens capturadas pelas lentes do fotógrafo Rai Reis.  O livro valoriza e difundi a Princesinha, reconhecendo a importância e relevância do conjunto arquitetônico existente, como também o conjunto paisagístico da baía do Malheiros, rio Paraguai e Pantanal. Aplausos pelo belíssimo trabalho que teve apoio da ALMT, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer e Prefeitura Municipal de Cáceres. Fica a dica de leitura.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados