Diretora administrativa: Rosane Michels
Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
Reub
Projeções Nebulosas
Data:30/05/2019 - Hora:10h11
Projeções Nebulosas
Reprodução Web

Analistas econômicos de cátedra,  já não escondem que a fraqueza da economia deve dar ao Brasil uma triste marca ao fim do ano que vem, haja vista a taxa média de crescimento do Produto Interno Bruto, o tal PIB da atual década deve ser a mais baixa dos últimos 120 anos. O mercado tem reduzido a estimativa de crescimento do PIB para este ano  e 2020, apontando que na década  2011 a 2020, nosso crescimento médio deve ser de apenas 0,9% ao ano,(previsão do Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV), que se confirmada e a tendencia reflete isso, a economia brasileira vai registrar um desempenho mais fraco até mesmo do que o observado nos anos 1980, período chamado de década perdida, quando o PIB avançou em média apenas 1,6% ao ano no período. Os economeses que sempre a gente questiona aqui, desta feita, usam o levantamento do Ibre, que utiliza como base a série histórica do PIB apurada pelo Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea) e as projeções para 2019 e 2020 do relatório Focus, do Banco Central, que colhe a avaliação de analistas para a economia brasileira. A gente não quer ser pessimista, apenas realista, pois desde 2014, a economia brasileira tem colhido sucessivos déficits nas contas públicas, o que levou a um aumento acelerado da dívida do país e,com este fator,  a desconfiança com a saúde financeira, afetando diretamente a taxa de crescimento da economia.  Sem querer causar pânico, em 2015 e 2016, por exemplo, a atividade econômica recuou 3,5% e 3,3%. Foi um marco negativo para a histórica econômica do país, lembrando que o Brasil não registrava um dois anos seguidos de recessão desde 1930 e 1931, quando o mundo foi afetado pelos efeitos da crise econômica de 1929, quando ocorreu a quebra da bolsa de Nova York. Em meio às dificuldades de reação da economia brasileira e problemas estruturais de produtividade, o país também tem perdido a atratividade para investidores estrangeiros. Além do menor nível de fluxo de recursos para investimentos no Brasil e persistentes incertezas sobre o ambiente de negócios, também tem chamado a atenção a frequência de empresas internacionais indo embora ou decidindo encerrar operações por aqui. Não seria por acaso ou fake, que dados da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD),apontam que o Investimento direto estrangeiro  no Brasil caiu 12% em 2018, para US$ 59 bilhões e com esta  queda, a Pátria Amada, ou Amarga, passou da 4ª para a 9ª colocação entre os principais destinos no mundo. Mesmo leigo em economia, a gente precisa ficar alerta com o sinal amarelo ligado, para não escorregar nesta crise silenciosa omitida pela grande mídia, a fim de resguardar nossa sobrevivência. Sobrou algum? Poupança; cartões, nem pensar, pechinchar? obrigação e toca a vida que a fila anda e viver é preciso, se possível, a larga da crise, mesmo porque depois da tempestade, quem vem é a ambulância, Bom Dia!




fonte: Da Redação



AREEIRA anuncie aqui JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Elegante e lindíssima Gessica Simoncele oficializou união com Igor de Souza em cerimônia preparada com muito carinho para o grande dia. Na presença de familiares, amigos e padrinhos selaram o amor. Felicidades ao casal.  Aniversariante do dia Marisa Klein Dias que recebe o carinho especial do esposo Claudio, filhos e rol de amigos. Essa coluna deseja um ano de vitórias e muita saúde. Um brinde a você...Tim tim! Empreendedora de visão, Beatriz Tavares inaugura hoje o novo espaço da Casa Marquesa com inovações agregando valores ao seu negócio. Na oportunidade recebe os clientes e amigos no fim da tarde com um coquetel. Sucessos!!!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados