Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 27 de Julho de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
CANOPUS
Pomares de limão em Cáceres produzem durante o ano todo
Data:06/06/2012 - Hora:14h00
Pomares de limão em Cáceres produzem durante o ano todo
O produtor rural, José Belizário Neto, da Comunidade Cacimba, localizada no município de Cáceres, cultiva há dez anos, meio hectare de limão Tahiti. As mudas foram adquiridas no Centro Regional de Pesquisa e Transferência de Tecnologia (CRPTT), da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). Com uma produção de 320 quilos por planta, utiliza irrigação e produz o ano todo. Os engenheiros agrônomos da Empaer, José Antônio Gonçalves e Ademar Okada prestam assistência técnica na propriedade. José Antônio comenta que foram plantados 100 pés de limão Tahiti, numa área de meio hectare e um dos problemas enfrentados pelo produtor José Belizário, era no período da seca quando a produção reduzia. Para evitar maiores perdas, introduziram tecnologia e irrigação em 2011. No mês de junho iniciaram a irrigação com adubação básica para produção de citros. Em julho, ocorreu a floração e até o ponto de colheita levou 120 dias. “Nesse período de implantação foi feito um acompanhamento técnico para conferir a condução da lavoura. Agora o produtor colhe na safra e entressafra, ou seja, o ano todo” esclarece. Devido aos bons resultados, o produtor já pensa em ampliar a área de plantio para um hectare, fazendo um novo pomar. A intenção do produtor é produzir frutas o ano todo para abastecer o comércio local e outras regiões. Ele recorda que no período da entressafra, o preço do limão é vendido por R$ 3,00 o quilo e na safra não ultrapassa a R$ 1,00 o quilo. Segundo Gonçales, com recursos do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) será montada uma Unidade Didática de Subsistência Econômica (UDSE), e será realizado um Dia Especial para apresentar a tecnologia implantada no cultivo do limão Tahiti, na região de Cáceres. No Brasil, a árvore chegou apenas na segunda década do século 20, quando ocorria a epidemia da gripe espanhola. Nessa época o limão era vendido a “peso de ouro”. Desde então, a frutífera tornou-se indispensável para o brasileiro. O extrato do limão é amplamente usado em bebidas, doces, sorvetes, molhos para saladas, remédios, produtos de limpeza, sabões, cosméticos e outros. O limão vem do ácido cítrico, eficaz no combate a gripes e resfriados e que também ajuda a regularizar as taxas de colesterol. A chefe do Centro Regional, Nara Regina Gervini Souza, fala que são multiplicadas também mudas de várias frutíferas e espécies florestais para atender os produtores da região e Estado. De citros tem as mudas de tangerina e laranja pera das variedades D6 e D9 estarão à disposição dos produtores. Conforme Nara, as mudas de limão tahiti são vendidas por R$ 10,00 e prontas para o plantio.


fonte: Da Redação



anuncie aqui AREEIRA JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Completou 15 primaveras a linda Maria Eduarda Manzoli que recebeu os amigos e familiares em grande estilo. Que essa data se repita por longos e significantes anos são os nossos votos. Felicidades e muitos anos de vida ao educador físico Flavio da Academia Shen Chuan que ontem trocou de idade. Uma quarta-feira repleta de boas energias a Geany Moraes e toda equipe da CVC Cáceres que oferece  os melhores pacotes para seu passeio ser inesquecível e o melhor com um precinho que cabe no seu bolso. Grande abraço!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados