Diretora administrativa: Rosane Michels
Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
Café da Manhã
Data:28/11/2018 - Hora:08h38

Bidus Alquimistas

Mais uma vez, os economeses do governo vem com esta fake que juram ser verdade: que pesquisa do Banco Central, divulgada na segunda feira, 26, em Brasília, aponta que a inflação oficial do país deve ficar em 3,94% e não nos 4,13% projetados na semana passada. Para 2019, a projeção da inflação passou de 4,20% para 4,12%, sem alteração na estimativa para 2020: 4% e para 2021, passou de 3,90% para 3,86%.  Os manganaros são espertos nos numeros, enquanto que nas gondolas dos mercados, a inflação chega a tais percentuais, mensalmente.  

 

Selic/Empréstimos

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central, manipulador do poder central, levando o consumidor no bico,  usa como instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano.   Para o mercado financeiro, a Selic deve permanecer em 6,5% ao ano até o fim de 2018. Agora, o Mané vai num banco e tenta fazer um empréstimo com juros da Selic. Vai bater a cara no muro, porque a tal taxa só serve pra reajuste do salário minimo e juros da poupança, o resto, é lero-lero mesmo.  

 

Instabilidade

Governadores falam em acabar com a estabilidade constitucional dos funiconários públicos concursados, governo acena com uma PDV nas autarquias, tudo em nome de salvar o erário quebrado por eles mesmos e nenhum destes politicos sugerem acabar com a vitaliceidade salarial dos galonados, filhas, netas, bisnetas de caserna, de uma PDV nos escalões do governo, de acabar com a estabilidade nos três poderes. Como se vê é fácil meter o pé na bunda do barnabé e lotear as vagas com apaniguados, Thiz is Brezil.

 

Imprevidência

Antes mesmo da reforma da previdência, as regras para aposentadoria estão prestes a mudar. Se trata da regra 85/95, que passará para 86/96 a partir de 31 de dezembro deste ano. Com a mudança, para a concessão da aposentadoria integral a soma de idade e tempo de contribuição terá que atingir a quantidade de 96 pontos para homem e 86 pontos para mulheres. No caso das mulheres, a pontuação deverá ser de no mínimo 30 anos de contribuição mais a soma da idade, enquanto dos homens é exigido o tempo mínimo de 35 anos de contribuição mais idade, segundo o INSS. Trocando em miudos, os graudos do poder querem mais do suor do trabalhador, que diz amém e ainda não aprendeu a votar.

 

Desigualdades

A desigualdade social voltou a aumentar no Brasil nos últimos dois anos, com aumento da pobreza, aumento da mortalidade infantil e aumento da diferença salarial entre homens e brancos ante mulheres e negros. Segundo o levantamento, a diferença salarial entre brancos e negros não apresenta avanços há sete anos. Usando como base a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, do IBGE, o relatório informa que os negros ganhavam em 2016, na média, 57% dos salários dos brancos (R$ 1.458 contra R$ 2.567). Mas essa proporção caiu para 53% em 2017, quando o salário médio de um negro no Brasil era de R$ 1.545 contra R$ 2.924 dos brancos.




fonte: Da Redação



anuncie anuncie aqui JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Rosas vermelhas a socialite cacerense Marília Fontes pela passagem de mais um ano. Que Deus lhe conceda muita saúde e muitos anos de vida. Hoje nossas homenagens com votos de felicidades. Grande beijo!!! Brindou data nova a querida Vandira Garcia que recebeu os parabéns dos amigos e familiares. Que Deus em sua infinita bondade lhe presenteie com um ano recheado de surpresas e coisas boas. Feliz Aniversário! Nosso abraço especial ao aniversariante do dia Felix Alvares, que festeja a data envolto ao carinho dos familiares e rol de amigos. Desejo o melhor para você não só hoje, mas sempre, e que esta data se repita por muitos anos.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados