Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Projeto contempla Estação Ecológica Serra das Araras
Data:24/11/2018 - Hora:09h44
Projeto contempla Estação  Ecológica Serra das Araras
Assessoria

A Estação Ecológica da Serra das Araras, criada em 1982 por meio de decreto, uma referência mundial pela grandiosidade de sua avifauna, foi inclusa na nova etapa do Projeto Bichos do Pantanal (Pantanal Wildlife Program), que teve início em agosto deste ano. Ela é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral à natureza nos municípios de Cáceres e Porto Estrela. O projeto em tela, patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, atua desde agosto de 2013 em Mato Grosso, com foco em três pilares de ação: a conservação da biodiversidade, a educação ambiental e o desenvolvimento local.

Além da Serra das Araras, a Estação Ecológica Taiamã segue nesta edição como ponto de pesquisa do projeto. Em outubro deste ano, a Taiamã foi reconhecida como novo sítio Ramsar, de importância internacional, se tornando o 4º sítio Ramsar no Pantanal. O projeto também contempla a extensão do Rio Paraguai, no município de Cáceres.

Dentre outros fatores, fazem parte do foco os predadores que dependem do rio, como a onça-pintada (Panthera onca) (vulnerável e quase ameaçada de extinção), que vive às margens do rio Paraguai e é um excelente nadador. Vale ressaltar ainda ações para revigorar o programa de educação ambiental “Conhecer para Preservar – uma lição de vida”, com foco na conexão com a natureza, e o incentivo a um pacote de desenvolvimento da região.

De acordo com a diretora-executiva do Instituto Sustentar e coordenadora do Projeto Bichos do Pantanal, Jussara Utsch, a previsão é de que 10 mil pessoas sejam contempladas continuamente ao longo desta etapa e outras 60 mil em ações de sensibilização ou mobilização que vem sendo desenvolvidas. Especialista em fauna, especialmente aves, onças-pintadas e ariranhas, o pesquisador Douglas Trent tem se dedicado a catalogar as centenas de espécies de aves, incluindo espécies raras, endêmicas e especiais que usam os rios do Pantanal.

Nesta etapa, os pesquisadores e gestores do projeto estão focados ainda na revisão da estruturação e gestão da “Rede de Cooperação do Bichos do Pantanal” estabelecida na primeira etapa do projeto com as principais lideranças e parceiros e atuando para formação de novos líderes e multiplicadores. A Rede de Cooperação é um dos instrumentos para estimular o desenvolvimento local e a preservação ambiental.

“Entre todas as ações que vamos desenvolver é preciso destacar ainda a importância do projeto como difusor de informações sobre os impactos socioambientais no Bioma Pantanal através da Educação e Comunicação Ambiental, visando a sustentabilidade e apropriação do projeto em longo prazo, com a formação de multiplicadores. Para isso, temos realizado capacitação teórica e prática sobre taxonomia, famílias, espécies, ciclos ambientais com foco no Cerrado e Pantanal. Também temos como meta ampliar o Programa de Educação Ambiental – PEA nas escolas, realizado na primeira etapa do Projeto Bichos do Pantanal, além do trabalho com pescadores e barcos de pesca turística para abordagem sobre impactos socioambientais no pantanal”, afirma a diretora-executiva.




fonte: Assessoria com Redação



anuncie aqui AREEIRA anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
A bela Aline Fontes, futura advogada e modelo agora alça novos voos, estreando no teatro da Light Rio  com a peça As Bruxas de Salém. Talento sabemos que tem, só nos resta desejar muito sucessos. Brindando data nova hoje o advogado Luis Mário Castrillon Mendes Araújo a quem enviamos votos de felicidades e muita saúde nesse novo ciclo de vida. Feliz Niver!!! Neuza, Eni e Ingrid Zattar, presença marcante na festança junina do Arraia da Riachuelo no click do amigo Wilson Kishi. Fica nosso registro.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados