Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
Reub
Deputado de Cáceres promete rigor na liberação de emendas
Data:06/11/2018 - Hora:09h01
Deputado de Cáceres promete  rigor na liberação de emendas
Arquivo

O deputado federal eleito em Mato Grosso nas eleições de 2018, Leonardo Albuquerque (Solidariedade), disse que os parlamentares da Câmara dos Deputados não têm o papel de apenas “mandar o dinheiro de emendas parlamentares e ficar calado, achando que tá tudo certo”.

Albuquerque se refere a recursos repassados pelo Poder Executivo ao membros do Legislativo e que são utilizados para investimento em políticas públicas. Ao ser questionado se seria oposição à gestão do governador eleito Mauro Mendes (DEM), em razão de Albuquerque, que é deputado estadual, ter sido líder na Assembléia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT) do Governo Pedro Taques (PSDB), adversário de Mendes nas eleições de 2018, ele respondeu que irá “trabalhar pelo Estado”.

O deputado federal eleito, no entanto, não garantiu o repasse automático de emendas parlamentares para utilização do futuro Chefe do Poder Executivo de Mato Grosso. “Tem que ouvir os deputados federais. Não é só mandar esse dinheiro e ficar calado e achar que tá tudo certo. Tem que fiscalizar, acompanhar e contribuir muito”, disse ele.

Leonardo Albuquerque disse, ainda, que o Chefe do Poder Executivo não pode dispor dos recursos, sem “ouvir” os parlamentares e explicar onde seriam aplicados os recursos, pois assim ficaria com “todas as cartas na mão”.  “Esse é o entendimento. Tem que ser bem aplicada. Não é só direcionar e deixar o governador tomar a cartas por si só. Isso não resolve”, ressaltou o deputado federal.

Leonardo Albuquerque também comentou sobre os problemas enfrentados pela saúde pública no Estado. Ele lembrou que contratos que somam R$ 200 milhões – em grande parte, realizados nas últimas gestões do Poder Executivo Estadual com Organizações Sociais de Saúde -, representaram um rombo nas contas públicas em razão da má qualidade dos serviços prestados.

O deputado federal eleito explicou que a informação foi encontrada numa comissão parlamentar de inquérito que presidiu na AL-MT. Os fatos também são investigados pelo Ministério Público do Estado (MPE-MT). “Nos hospitais regionais do Estado de Mato Grosso uma auditoria provou um rombo bilionário. O hospital regional de Cárceres, por exemplo, o Tribunal de Contas apontou isso. Mais de R$ 200 milhões em contratos durante cinco anos que estão [em investigação] no Ministério Público”. Leonardo Albuquerque foi eleito com 52.335 votos.




fonte: Assessoria



JBA AREEIRA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Brindando idade nova a socialite Marta Silveira Rocha, cercada de carinho pelo seu esposo, filhos, amigos e colaboradores do Laboratório São Lucas apagou vela ao som do Parabéns a você. Receba os abraços desta coluna com votos de felicidades sempre.  Flashs ao aniversariante Maurício Olivi que celebra a data ao lado da família recebendo os parabéns do rol de amigos. Que seus dias futuros sejam prósperos e repletos de sonhos realizados. Saúde e prosperidades!!! Flores multicoloridas a nossa leitora assídua Dalva Campesatto, pessoa encantadora, a quem dedicamos o destaque hoje, nosso carinho e respeito. Grande abraço!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados