Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 16 de Junho de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
Batendo na Tecla
Data:25/10/2018 - Hora:09h15
Batendo na Tecla
Reprodução Web

Hoje vamos bater na tecla, literalmente falando, ou seja, escrevendo, do jornalismo sucinto, claro, completo, sem ser complexo e em conformidade com a noticia, preferencialmente factual, se passível de um Box, que seja correlato, um trabalho que não chega a ser tão difícil de se realizar, exceto, quando invadido pelo ócio. O básico de uma reportagem, não pode ficar sem as cinco perguntinhas, o que?; quando?: como?; porquê?; quem são os personagens dela?; Tai, o esquema imprescindível, sem o qual, não se desenvolve uma pauta, uma reportagem, uma redação. Trocando em miúdos: o que aconteceu? (o fato, objeto da matéria); quando aconteceu o fato? (à noite, a tarde, durante o dia, de madrugada); como aconteceu? (se acidente, se foi colisão, abalroamento, atropelamento, etc); porque aconteceu, eis aí o porquê com circunflexo, (quem estava errado, falha mecânica, buraco na pista, etc); e finalmente, quem? (quem esteve envolvido na noticia, nome e sobrenome, idade, profissão); Com tais dados nas mãos, o resto é com a redação, produzir um enfoque em termos jornalísticos, sem fugir do básico, afinal, como dizem os baianos, uma resenha incompleta, não é noticia, é rascunho mal feito. Se o repórter ainda é um foca, o ora mencionado por quem já foi um, serve de lição, ele não precisa ser um redator, mas expert na coleta de dados, quiçá, chegue a redigir seu texto com estes dados, coisa de redator, que não se pode exigir de um aprendiz. Nada impossível, claro, quem é capaz de falar, também será capaz de escrever, desde que não dificulte ou complique, só se aprende a escrever escrevendo e uma dica fundamental, ler, ler e ler. Um detalhe, para ser um bom redator, o primeiro passo, ter sido um esforçado foca e um repórter meticuloso, fato que verificamos não acontece com alguns sites control C, control B, que sequer eliminam as falhas de releases viciados. O dito repórter-redator virtual pode alegar, que, no caso de reportagem policial, o delegado, o investigador, o PM não forneceu os dados, ora, amigos, o jornalista não está adstrito a liberação de uma ocorrência policial, claro, que ela quando liberada, fornece detalhes, mas o trabalho do repórter, deve estar sempre atento e ligado aos fatos, quando preciso, sim, complementar com detalhes do registro afim. O cérebro do jornalista deve ser seu guia, seu ponto de equilíbrio e sua criatividade, o seu caminho, nunca ficar na dependência disso ou daquilo, sabe-se que sobretudo em fatos policiais, identificações de envolvidos, não são fornecidos à imprensa. O que fazer? Fazer, claro, anotar, buscar no local os detalhes, um testemunho ocular é a base inclusive de elucidação de crimes, quiçá de um relato jornalístico. O tema nos veio a tona diante de tantas noticias incompletas no jornalismo digital, tipo, um homem matou seu inimigo a tiros numa rua da cidade X. Este homem não tem nome, a rua também não, os motivos, mesmo suspeitos, não foram divulgados e se completa a noticia, posta-se no site e c’est-fini, correto? Negativo, que fique bem claro para quem pretende fazer um jornalismo sério, como merece o leitor e a gente tem procurado fazer, Bom Dia!

 

 




fonte: Da Redação



anuncie aqui anuncie AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
 Queridos amigos Luiz Catelan e Sebastiana (Batana), é com todo orgulho que cabe em nossos corações que felicitamos vocês pelas bodas de ouro. Durante esses anos souberam alimentar a  chama do amor, sendo exemplo e inspiração para muitos casais  e hoje cinquenta anos depois  vocês continuam dando lição do que é companheirismo, amor, respeito, carinho... Para nós do JCC é um prazer partilhar desse lindo momento,  e poder estar ao lado de vocês nessa comemoração  de Bodas de Ouro. Certamente foi um longo caminho, dias e dias de alegrias, algumas tristezas, mas sobretudo muito amor. Desejamos de coração muitas felicidades para tudo o que juntos  ainda viverão! E nesse brinde especial do JCC o melhor momento do grande dia... Parabéns a você Sônia Arruda Pinheiro do Amaral! Hoje é o seu aniversário e por isso é um dia de festa. Espero que celebre com muita alegria e encha o coração de gratidão e esperança para viver mais um ano de vida. Desejamos toda a felicidade do mundo, muito amor, sucesso e saúde para todos os dias. Você merece tudo de bom que acontecer, pois é uma pessoa especial. Feliz Aniversário! Os flashs hoje são especiais a você. Nas fotos com a filha Simone. Simpática sindicalista, a agricultora familiar Rafaela Cunha, Presidenta do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cáceres, já idealizando preparativos para o jubileu de ouro da sua base em 2020.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados