Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
Café da Manhã
Data:11/10/2018 - Hora:07h23

Ouro dos Tolos

Em tempos de eleição é bom a gente abrir o baú da maldição e relembrar a ditadura militar, enquanto Dom & Ravel cantava Eu te amo meu Brasil, os pobres davam anéis, alianças e até dente de ouro (muito velho ficou banguela) na campanha “Ouro pelo bem do Brasil”, uma picaretagem montada em conjunto pelos Diários Associados de Assis Chateaubriand. Assim como o Brasil que eu quero, naquela época, se trocava as alianças de ouro dos casais por anéis de latão, em tese para salvar nossas reservas cambiais (na época, o padrão era o ouro, não o dólar). Foram bilhões em ouro, que ninguém ficou sabendo o rumo que tomou.

 

Ociosos do Ofício

As redes sociais tem se tornado anti-sociais com a enxurrada fétida de fake-news de ambos os lados da suja política tupiniquim, onde rotos falam de esfarrapados e a galera que parece não ter o que fazer entra de alegre nas patifarias, muitos deles, funcionários públicos, empregados do povo, gastando o sagrado tempo de trabalho em espalhar sujeira aos outros. Enquanto isso, como já dissemos em editorial, os políticos titulares estão numa boa, negociando apoios que se sabe não é de graça, mas se sabe quem irá pagar a conta, todos nós, inclusive os palhacinhos das fake-news.

 

Efeito Bumerangue

Vingança de ditos vagabundos, ou efeito bumerangue, o certo é que teve candidato que perdeu em seus próprios redutos nesta eleição, sinal de que Cacerenses, Pocoenanos e Cuiabanos não são vagabundos coisa nenhuma, e que fake-news de rebeldes do agronegócio, não funcionam em territórios tchapa & cruz, onde trabalho é o verbo diário. Que sirva de lição pra políticos abusados que menosprezam as pessoas, esquecendo que um dia foram humildes trabalhadores e chegando ao poder podem chamar quem lhes paga o salário, de vagabundo. Respeito é bom e gente gosta, mesmo quando toucinho frito vira pururuca.

 

Musa do Timão

Uma nota light pra amenizar o clima pós eleições, com gente de orelha quente e bolso vazio, vem de Pontes e Lacerda, com a escolha da morena Luziene Rodrigues, 28 anos, mais conhecida como "Bombom" e que está concorrendo ao posto de Musa do Corinthians, única candidata ao título, das 42, por Mato Grosso pelo clube. Ela se diz corintiana fanática e é associada e representante da Associação Corintiana de Tchapa e Cruz (ACTC) e diz que quer muito trazer o título para Mato Grosso e mostrar a força do meu Corinthians fora do Estado de São Paulo. Ela merece nosso destaque, mas que as coisas andam mal pelo timão, ah, isso é verdade, sofrimento para este editor.

 

Lado mais Fraco

Não estranhem para esta nota, afinal, a corda se arrebenta sempre do lado mais fraco: As micro e pequenas empresas que possuem impostos em atraso correm o risco de serem excluídas do regime unificado de tributos, o Simples Nacional. De acordo com a Receita Federal, somente em Mato Grosso, 11,146 mil empresas devem cerca de R$ 248,126 milhões em impostos. No país, são 716,948 mil empresas com dívidas que somam R$ 19,5 bilhões. As empresas que já foram notificadas pela Receita Federal sobre a possibilidade de exclusão têm um prazo de 30 dias para a regularização dos débitos, sob pena de desenquadramento do Simples Nacional. Curioso, nem tanto, que o governo não fala nada em cobrar os grandes devedores como os bancos.  




fonte: Da Redação



JBA anuncie AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Simpatia ímpar, irradiando nesta primavera florida, a florzinha Renata de Almeida Leite Genunino, presença marcante como assistente administrativa da Sicmatur, sempre com aquela presteza peculiar ao atender as pessoas na secretaria, ilustrando hoje nossa coluna. Beleza e chame são fundamentais e Liandra Mendonça Pinheiro, experiente bióloga e coordenadora da Sicmatur, comprovam isso, no dia a dia to work, fina estampa do Novo Sol da High-Society. Visitando a gente na semana passada, o amigo Leandrinho, que já trabalhou no Correio e faz verão na Andorinha Transportes, como zeloso funcionário, matando a saudade, com a esposa Suélem, Mamy e titia, volte sempre garoto!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados