Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 21 de Abril de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
O Roto e o Esfarrapado
Data:27/09/2018 - Hora:08h08
O Roto e o Esfarrapado
Reprodução Web

A gente paga caro pelo espaço nobre do horário eleitoral, dito gratuito pelos folgados ditos representantes do povo, os políticos, que em sua grande maioria, representam seus próprios interesses, gastando polpudos vencimentos pagos pelos nossos impostos e ainda usam este espaço da mídia para troca de acusações mutuas, já que poucos são os que não tem culpa no cartório. É um show de baixaria, lavagem de roupa suja, que pouco interessa ao eleitor, que deveria sim, já que é ele quem paga pelo horário, ouvir propostas dos candidatos. Teve um prefeito de Mato Grosso, que escalado pra bate pau por um candidato, saiu fora do jogo e agiu bem ao dizer que não iria entrar na onda de acusações, a guiza dos perfis beligerantes do amigo e desafetos, no que convenhamos, está certíssimo. Como bem disse este prefeito, que já deve ter sido alvo do estilingue e hoje como vidraça levaria chumbo de balas perdidas, ninguém quer saber quem está com raiva do outro, se eram aliados e brigaram, quem vai chutar a canela do outro. Verdade, amigos, o eleitor gostaria que ambos, cada qual no seu horário, apresentasse propostas, o que se pretende fazer, quais são as idéias para fazer frente a tantos problemas e não, acusações recíprocas, se querem medir forças, vão prum ringue. Se não tiveram educação de pai e mãe dignos, que se escusem de palavrões, veja o caso de um presidenciável atual, que a cada acusação feita aos adversários, cai ainda mais nas pesquisas. Seja vidraça (postulante a reeleição) ou não, estilingue ficaria bem pra molecada dos anos 80 lá no sitio caçando calangos, nunca pra marmanjos, sem propostas, exceto fanfarronices. Óbvio, que o povo sente necessidade de um líder que lhes dê ao menos uma luz no fim do túnel, já que caudilhos tipo Vargas, Brizola, Adhemar e Janio, não existem mais, não se criam, eles, nascem e há décadas, saíram de linha. Infelizmente, os boca-sujas gravatinhas não devem merecer a confiança do eleitor trabalhador sério de 44 horas semanais e salário de fome, quiçá por isso, desligando a TV no horário eleitoral, que só não é mais chulo, porque um expertise cortou o microfone de alguns candidatos e a gente sabe porque. Quando não é a troca de ofensas, são promessas ridículas, que vou fazer isso e aquilo, quando muitos deles, esteve e está no poder há várias legislaturas e não fizeram nada, além das repetitivas promessas de agora. A industria do ódio massificada por tendenciosas mídias, redes sociais anti-sociais, e adotadas por alguns políticos, nada traz de proveitoso aos candidatos e eleitores, à democracia, à nação, pelo contrário, cria situações perigosas, contaminando também incautos eleitores, como o recente caso de um candidato alvo de ofensas em Cáceres no último final de semana. Claro que não estamos aqui pra tirar ou por razão em fulano ou sicrano, apenas pra mostrar que o clima anda meio tenso, poucos se respeitam, as leis são muito flexíveis, não existe cartão amarelo ou vermelho neste show de pugilatos verbais, uma hora, a coisa explode, como já explodiu e não adianta procurar culpados. Concluindo, fica aqui nossa sugestão para que as autoridades afins, consoante a legislação vigente, que cediço, não tolera propaganda que caluniar, difamar ou injuriar quaisquer pessoas, bem como órgãos ou entidades que exerçam autoridade pública, simples não?




fonte: Da Redação



anuncie JBA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
canopus
High Society
Embelezando nossa High Society o gatinho Miguel em ensaio fotográfico comemorativo a Páscoa. Sorriso fácil que encanta a todos deixando os avós corujas Gilda e Gilmar Assunção cada dia mais apaixonados. Beijinhos mil e muita saúde ao Miguel. Destaque mais que especial as mulheres da Casa da Amizade que ontem num gesto solidário e de amor ao próximo dedicaram uma manhã em prol das crianças e adolescentes atendidas pelo Projeto Gonçalinho. Na oportunidade além de distribuírem ovos de páscoa a todos, ainda doaram atenção com conversas e muita alegria. São atitudes como essa que fazem a diferença, uma vez que páscoa não é só chocolate, mas doação e amor. Nosso registro e nossos aplausos...  Festejando data nova a querida amiga Dayse Tedesco Ribeiro que hoje recebe os abraços do rol de amigos e dos familiares. Que esse novo ano venha recheado de coisas boas e felicidades.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados