Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Empresas e produtores aderem em defesa das cabeceiras do pantanal
Data:15/09/2018 - Hora:08h45
Empresas e produtores aderem em defesa das cabeceiras do pantanal
Reprodução

Cinco empresas e uma associação da região de Tangará da Serra passaram a fazer parte do Pacto em Defesa das Cabeceiras do Pantanal. São elas a SLC Agrícola, Fazenda São Marcelo (Grupo Carrefour), a Cooperativa de Crédito Sicredi, a Cooperativa C-Vale de Diamantino, o Instituto Sociocultural Pontal do Sepotuba, e um clube de Rotary da região.

O compromisso foi firmado em evento promovido pelo WWF-Brasil, em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Instituto Pantanal Amazônia de Conservação (IPAC), que reuniu o grupo gestor do Pacto e os novos signatários para avaliar e discutir novas ações em prol da preservação das micro-bacias da região.

 O Pacto é uma aliança da qual o WWF-Brasil faz parte, que pretende recuperar 700 quilômetros de rios e nascentes de uma área percorrida pelo rio Paraguai e afluentes como Sepotuba, Cabaçal e Jauru. Atualmente, 146 nascentes estão em estado de conservação. Além das novas adesões ao Pacto, a região de Tangará da Serra tem recebido ações em prol das micro-bacias de municípios da região, como adequações de estradas, drenagem de águas pluviais e recuperação de bacias,visando a melhor infiltração da água no solo, diminuindo assoreamento e promovendo a melhoria das bacias hidrográficas locais.

Segundo Breno Melo, analista de conservação do Programa Cerrado Pantanal do WWF-Brasil, alguns dos trabalhos feitos em Tangará da Serra são na bacia do Rio Queima Pé.   Para o presidente do IPAC e consultor ambiental do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CEHIDRO/MT), Décio Eloi Siebert, entender as necessidades das comunidades que vivem próximas às micro-bacias é fator decisivo para que as ações do Pacto sejam eficientes.

“É preciso primeiramente entender os problemas e interesses das comunidades dessas micro-bacias para depois ampliarmos nossas ações. Hoje, trabalhamos guiados pelo entendimento dos anseios da comunidade e o que entendem como prioridade para a melhoria da região”, afirma. 

Além dos trabalhos realizados na região de Tangará da Serra, novas ações que visam a melhoria da capacidade técnica dos municípios da região do Alto Paraguai estão previstas para Mato Grosso, como cursos de topografia nos municípios abrangidos pelo Consórcio Alto Rio Paraguai, a serem Alto Paraguai, Arenápolis, Barra do Bugres, Denise, Diamantino, Nortelândia, Nova Marilândia, Nova Olímpia, Porto Estrela, Santo Afonso e Tangará da Serra, todos localizados na área de abrangência do Pacto.




fonte: Assessoria



JBA anuncie aqui anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Vende-se
vende
High Society
Um click especial ao príncipe  Miguel que veio ao mundo para aumentar a felicidade da mamãe Cinthia Moreira Assunção, que está curtindo cada segundo a presença do seu pequeno.  Que Papai do céu derrame muitas bênçãos  de saúde sobre sua vida. Seja bem vindo Miguel! Fazer aniversário é celebrar a vida. E quem amanheceu festejando mais um ano foi o amigo Moisés Bandeira a quem enviamos votos de paz, saúde e prosperidades. Que Deus te conceda uma vida repleta de vitórias e conquistas. Parabéns!!! Uma excelente sexta-feira a Ronilma da Cunha Martins que com seriedade realiza um ótimo trabalho o setor de Regulação da saúde do município. Que Deus continue abençoando você pela atenção e carinho que dispensa com as pessoas que precisam de atendimento.  Sucessos a toda equipe!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados