Diretora administrativa: Rosane Michels
Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
Quebrando a Espinha
Data:10/08/2018 - Hora:08h27

Não se precisa chegar ao extremo como registrado anteontem na Arábia saudita, quando as autoridades judiciais consumaram a execução capital de um ladrão assassino crucificado, ação como as demais letais, que devem merecer o repudio de todos, apesar de alguns defenderem a pena de morte até aqui no patropi, demagogia barata, pois ela atingiria apenas os três Pês: Puta, Pobre e Preto. Claro, que defendemos uma repressão mais rigorosa, inclusive com prisão perpétua, contra os facínoras do crime organizado, nos quais, incluímos além de estupradores, latrocidas, sequestradores e afins, em casos de morte da vitima. Além disso, comprovada a lesão patrimonial, pública ou privada, defendemos a total expropriação dos bens auferidos pelos bandidos, numa ação de rito sumário, irrecorrível, com a liberdade do safado, então, sem eira nem beira, o oposto do que acontece atualmente. Veja o leitor que o político bandido em poucos anos de esbulho da coisa pública, amealhando propinas, forma um império milionário, quando preso faz delação premiada e sai da cadeia no carrão importado, com motorista particular, para descansar na mansão ou fazenda. O roubo de dezenas, quiçá centenas de milhões é expropriado em menos de 50%, ratificando o adágio de que o crime compensa, claro, se o volume for alto, com bons advogados, leis frouxas e os cambaus, truco e passa a régua. No crime de facções apolíticas, igualmente organizado, e bota organização nisso, a coisa funciona a todo vapor, mesmo porque as facções infelizmente estão décadas a frente da polícia, que as duras penas encara a guerra em desvantagens, isto é vero. Mas, parece que alguém acendeu uma luz no fim do túnel e não foram os bandidos fugindo, mas os xerifes da policia judiciária civil de Mato Grosso, cuja operação Red-Money, logrou desmontar um engenhoso esquema de arrecadação de dinheiro desenvolvido pela principal facção criminosa do Estado. Fosse só o cumprimento de 83 mandados de prisão, a gente nem perderia tempo aqui pra registrar o fato, isto tem sido rotina. O fato que nos leva a elogiar o trabalho policial em consonância com o judiciário, refere-se aos 59 mandados buscas e apreensão e aqui está o principal, que sempre cobramos: as ordens judiciais de bloqueios de contas correntes, além de seqüestro de bens (veículos, jóias, imóveis urbanos e rurais) e valores. Que se sabe, são oriundos de pagamento de mensalidade de faccionados e traficantes e taxas de falsa segurança em comércios. Há dois anos, a policia vinha monitorando a bagaça criminosa e de 2016 a 2018, as facções entre entradas e saídas de 44 contas investigadas, foram identificados movimentação de aproximadamente R$ 52 milhões. Como patrimônio criminoso, uma fazenda em Salto do Céu, 2 casas e 1 terreno em Cuiabá, 2 caminhões e 5 automóveis e duas empresas, que foram interditadas, balanço parcial. Loas portanto, a PJC, ao GCCO, GOE, SESP, SEJUDH, POLITEC, CIOPAER pelo eficiente trabalho e ao Judiciário, (juiz de direito, Marcos Faleiros da Silva, da 7ª Vara Criminal - Vara Especializada do Crime Organizado) pelo respaldo legal, quebrando a coluna dorsal dos bandidos, desmantelando o principal, a engrenagem financeira que mantém o crime organizado, dentro e fora dos presídios. Assim fosse também com os criminosos políticos, haveria uma esperança vaga de uma luz de paz no reino tupiniquim, Bom Dia!




fonte: Da Redação



AREEIRA anuncie aqui JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
High Society
Parabenizamos o pequeno Samuel Maciel, que ontem festejou seu primeiro aniversário envolto ao carinho dos papais Wellyngton Maciel e Darlene Floriano e da vovó Isabel. Desejamos que continue crescendo forte e saudável, e que a felicidade se multiplique por muitos anos. Feliz Niver!!! Em contagem regressiva para a chegada do primeiro baby o casal Vander Sousa e Janaína Sedlacek que não se cabem de felicidade e ansiedade para o dia tão esperado. Estamos na expectativa também já desejando um bom parto a futura mamãe. Abraço especial a supervisora pedagógica do Colégio Salesiano Santa Maria, Fabíola Campos Lucas, que desenvolve um trabalho digno de registro. Educadora nota mil que merece nosso respeito.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados