Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 21 de Agosto de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Quebrando a Espinha
Data:10/08/2018 - Hora:08h27

Não se precisa chegar ao extremo como registrado anteontem na Arábia saudita, quando as autoridades judiciais consumaram a execução capital de um ladrão assassino crucificado, ação como as demais letais, que devem merecer o repudio de todos, apesar de alguns defenderem a pena de morte até aqui no patropi, demagogia barata, pois ela atingiria apenas os três Pês: Puta, Pobre e Preto. Claro, que defendemos uma repressão mais rigorosa, inclusive com prisão perpétua, contra os facínoras do crime organizado, nos quais, incluímos além de estupradores, latrocidas, sequestradores e afins, em casos de morte da vitima. Além disso, comprovada a lesão patrimonial, pública ou privada, defendemos a total expropriação dos bens auferidos pelos bandidos, numa ação de rito sumário, irrecorrível, com a liberdade do safado, então, sem eira nem beira, o oposto do que acontece atualmente. Veja o leitor que o político bandido em poucos anos de esbulho da coisa pública, amealhando propinas, forma um império milionário, quando preso faz delação premiada e sai da cadeia no carrão importado, com motorista particular, para descansar na mansão ou fazenda. O roubo de dezenas, quiçá centenas de milhões é expropriado em menos de 50%, ratificando o adágio de que o crime compensa, claro, se o volume for alto, com bons advogados, leis frouxas e os cambaus, truco e passa a régua. No crime de facções apolíticas, igualmente organizado, e bota organização nisso, a coisa funciona a todo vapor, mesmo porque as facções infelizmente estão décadas a frente da polícia, que as duras penas encara a guerra em desvantagens, isto é vero. Mas, parece que alguém acendeu uma luz no fim do túnel e não foram os bandidos fugindo, mas os xerifes da policia judiciária civil de Mato Grosso, cuja operação Red-Money, logrou desmontar um engenhoso esquema de arrecadação de dinheiro desenvolvido pela principal facção criminosa do Estado. Fosse só o cumprimento de 83 mandados de prisão, a gente nem perderia tempo aqui pra registrar o fato, isto tem sido rotina. O fato que nos leva a elogiar o trabalho policial em consonância com o judiciário, refere-se aos 59 mandados buscas e apreensão e aqui está o principal, que sempre cobramos: as ordens judiciais de bloqueios de contas correntes, além de seqüestro de bens (veículos, jóias, imóveis urbanos e rurais) e valores. Que se sabe, são oriundos de pagamento de mensalidade de faccionados e traficantes e taxas de falsa segurança em comércios. Há dois anos, a policia vinha monitorando a bagaça criminosa e de 2016 a 2018, as facções entre entradas e saídas de 44 contas investigadas, foram identificados movimentação de aproximadamente R$ 52 milhões. Como patrimônio criminoso, uma fazenda em Salto do Céu, 2 casas e 1 terreno em Cuiabá, 2 caminhões e 5 automóveis e duas empresas, que foram interditadas, balanço parcial. Loas portanto, a PJC, ao GCCO, GOE, SESP, SEJUDH, POLITEC, CIOPAER pelo eficiente trabalho e ao Judiciário, (juiz de direito, Marcos Faleiros da Silva, da 7ª Vara Criminal - Vara Especializada do Crime Organizado) pelo respaldo legal, quebrando a coluna dorsal dos bandidos, desmantelando o principal, a engrenagem financeira que mantém o crime organizado, dentro e fora dos presídios. Assim fosse também com os criminosos políticos, haveria uma esperança vaga de uma luz de paz no reino tupiniquim, Bom Dia!




fonte: Da Redação



AREEIRA anuncie JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
High Society
Celebrando data nova o ilustre artista plástico Sebastião Mendes que comemora a data ao lado da família e amigos. Ele que está residindo em São Paulo, mas sempre está na terrinha curtindo e matando saudades. Desejamos um ano de sucessos, vitórias e muita saúde. Feliz Aniversário!   Ser criança é maravilhoso, pois podemos olhar o mundo sem medo e pensar que ele nos pertence. E hoje embelezando nossa High Society com sua alegria contagiante  as princesinhas Melissa e Luíza Vittorazi Dauzacker, que enchem de alegrias o lar do casal Nélio e Francyanne. Beijinhos e que Papai do Céu derrame infinitas bênçãos. No rol dos aniversariantes a querida Claudia Vilela celebra mais um ano de existência e recebe o carinho dos amigos e familiares com o tradicional Parabéns. Felicidades e um ano repleto de alegrias, saúde e realizações é o que lhes desejamos.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados