Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 21 de Agosto de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI
Homilia do Papa: Ide aprender o que significa
Data:04/08/2018 - Hora:08h29

Ouvi isto, vós que esmagais o pobre e fazeis perecer os desfavorecidos da terra. Eis que vêm dias em que lançarei fome sobre o país, fome de ouvir as palavras do Senhor» (Am 8, 4.11). A advertência do profeta Amós revela-se ainda hoje de veemente atualidade. Quantos pobres são hoje esmagados! Quantos desfavorecidos são feitos perecer! Todos eles são vítimas daquela cultura do descarte que repetidamente foi denunciada. E, entre eles, não posso deixar de incluir os migrantes e os refugiados, que continuam a bater às portas das nações que gozam de maior bem-estar. A aclamação de hoje ao Evangelho contém este convite de Jesus: «Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, que Eu hei de aliviar-vos» (Mt 11, 28). O Senhor promete descanso e libertação a todos os oprimidos do mundo, mas precisa de nós para tornar eficaz a sua promessa. Precisa dos nossos olhos para ver as necessidades dos irmãos e irmãs. Precisa das nossas mãos para socorrê-los. Precisa da nossa voz para denunciar as injustiças cometidas no silêncio – por vezes cúmplice – de muitos. Na realidade, deveria falar de muitos silêncios: o silêncio do sentido comum, o silêncio d. o «fez-se sempre sempre assim», o silêncio do «nós» sempre contraposto ao «vós». Sobretudo o Senhor precisa do nosso coração para manifestar o amor misericordioso de Deus pelos últimos, os rejeitados, os abandonados, os marginalizados.

No Evangelho de hoje, Mateus narra o dia mais importante da sua vida: aquele em que foi chamado pelo Senhor. O Evangelista recorda claramente a censura de Jesus aos fariseus, com tendência fácil a murmurar: «Ide aprender o que significa: Prefiro a misericórdia ao sacrifício». É uma acusação direta à hipocrisia estéril de quem não quer «sujar as mãos», como o sacerdote e o levita na parábola do Bom Samaritano. Trata-se duma tentação muito presente também nos nossos dias, que se traduz num fechamento a quantos têm direito, como nós, à segurança e a uma condição de vida digna, e que constrói muros, reais ou imaginários, em vez de pontes. Perante os desafios migratórios da atualidade, a única resposta sensata é a solidariedade e a misericórdia; uma resposta que não faz demasiados cálculos, mas exige uma divisão equitativa das responsabilidades, uma avaliação honesta e sincera das alternativas e uma gestão prudente. Política justa é aquela que se coloca ao serviço da pessoa, de todas as pessoas interessadas; que prevê soluções idôneas a garantir a segurança, o respeito pelos direitos e a dignidade de todos; que sabe olhar para o bem do seu país tendo em conta o dos outros países, num mundo cada vez mais interligado. É para um mundo assim, que olham os jovens.

Peço ao Espírito Santo que ilumine a nossa mente e inflame o nosso coração para superarmos todos os medos e inquietações e nos transformarmos em instrumentos dóceis do amor misericordioso do Pai, prontos a dar a nossa vida pelos irmãos e irmãs, tal como fez o Senhor Jesus Cristo por cada um de nós. https://w2.vatican.va/content/francesco/pt/homilies/2018/




fonte: https://w2.vatican.va/content/francesco/pt/homilies/2018/



JBA anuncie anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
High Society
Celebrando data nova o ilustre artista plástico Sebastião Mendes que comemora a data ao lado da família e amigos. Ele que está residindo em São Paulo, mas sempre está na terrinha curtindo e matando saudades. Desejamos um ano de sucessos, vitórias e muita saúde. Feliz Aniversário!   Ser criança é maravilhoso, pois podemos olhar o mundo sem medo e pensar que ele nos pertence. E hoje embelezando nossa High Society com sua alegria contagiante  as princesinhas Melissa e Luíza Vittorazi Dauzacker, que enchem de alegrias o lar do casal Nélio e Francyanne. Beijinhos e que Papai do Céu derrame infinitas bênçãos. No rol dos aniversariantes a querida Claudia Vilela celebra mais um ano de existência e recebe o carinho dos amigos e familiares com o tradicional Parabéns. Felicidades e um ano repleto de alegrias, saúde e realizações é o que lhes desejamos.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados