Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 21 de Agosto de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI
Técnicos discutem situação da onça na baía em Cáceres
Data:20/07/2018 - Hora:09h24
Técnicos discutem situação  da onça na baía em Cáceres
Reprodução

Uma onça-pintada que se instalou próximo à região central de Cáceres tem assustado e ao mesmo tempo encantado pessoas que diariamente presenciam o animal Baía dos Malheiros, no Rio Paraguai. O felino apareceu na região há cerca de uma semana e insiste em permanecer em uma ilha na margem oposta à região central e o receio de alguns, é que animal atravesse o rio e entre na cidade.

De acordo com o capitão Roosevelt Marcos Barros da Silva, da Polícia Ambiental, foi montado um monitoramento em conjunto com o Corpo de Bombeiros para acompanhar os passos do animal, que até o momento tem se mostrado tranqüilo. “É normal que ela apareça ali, porque é região de mata; a nossa guarnição chegou bem próximo a ela e pôde notar que se trata de um animal de porte grande, algo superior a  100 quilos e parece ser forte e saudável”, disse Silva.

Segundo o capitão, apesar da tranqüilidade do animal, o risco de ataque aos moradores existe e é grande. “Trata-se de uma onça-pintada fêmea, a gente não sabe se há mais de uma; estamos monitorando e preparando uma ação de resgate através de disparo com tranqüilizante, justamente devido ao risco, por estar muito próxima, afinal, é um animal silvestre e se pode esperar de tudo,” complementou.

Conforme o doutor em Ecologia pela Universidade Federal de Mato Grosso Fernando Tortato, especialista em onças-pintadas há 10 anos não há nada de estranho no animal aparecer na Baía dos Malheiros, pois o local é habitat natural da onça-pintada e não seria correto retirá-la dali. “A gente tem que pensar num contexto de Pantanal, que é um dos biomas mais preservados do Brasil. Tanto Cáceres como Corumbá, que são duas cidades que estão às margens do rio Paraguai, estão diretamente conectadas com o Pantanal”, explicou.

Tortato explicou que o risco do felino atacar uma pessoa é quase nulo, mas entende as autoridades quererem retirá-la dali por conta da população. “As onças estão no Pantanal há séculos, no mesmo espaço que o homem, quantos ataques houve aqui? Um apenas, em que o rapaz estava acampando e provocou a situação. Eu concordo que estar ali é um problema, mas se pensar nessa situação em Cáceres, ali é o habitat dela, tem onça, tem jacaré, tem capivara,” concluiu.




fonte: Redação com C.N



JBA AREEIRA anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Brinde especial a nossa leitora assídua Cibeli Simões que festejou data nova no domingo e recebeu o carinho especial dos familiares, amigos e colegas da OAB. Que seus sonhos se tornem realidade e que esse ano seja repleto de alegrias, saúde, vitórias. Parabéns!!! No rol dos aniversariantes o competente delegado Alex Cuyabano a quem enviamos os votos de felicidades, rogando ao Criador infinitas bênçãos nesse novo ano de vida que se inicia. Muitas felicidades pra você Kelly Prado. Que todos os seus sonhos e metas sejam alcançados, sem esquecer do mais importante, que você seja muito, mas muito feliz.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados