Diretora administrativa: Rosane Michels
Sábado, 19 de Janeiro de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
Infância do Século XXI
Data:11/07/2018 - Hora:09h53

Infância..doce período onde jogava bola na rua e queimava os dedos no asfalto, tomava água da torneira e brincava de diversas brincadeiras como esconde-esconde, pega-pega, policia e ladrão, bater Tazo “a ganhas”, jogar Mega Drive ou Super Nintendo depois de fazer a lição de casa, etc etc. Uma das principais épocas a sua vida, onde você usava aquela camiseta do seu personagem de desenho favorito e ia comer um MC Lanche feliz com seus pais e primos. Era tudo uma maravilha e sua maior preocupação era de não perder o episódios dos Power Rangers e Digimon na TV Globinho no dia seguinte. Hoje não vemos essas coisas com muita freqüência, as crianças do século XXI estão cade vez mais “adultas”, a inocência não é mais a mesma de anos atrás, as crianças trocaram o Hot Wheels e a Barbie por um Ipad, Celulares e Notebooks; as roupas não são mais de personagens da Disney ou Cartoon Network, agora eles estão caracterizados como se fossem “mini adultos” e a rua hoje em dia, não tem mais correria ou gritaria para incomodar os vizinhos, o movimento agora é só de carros passando, pois as crianças de hoje estão assistindo a novela de tal canal ou assistindo filme de “vampiro” (Crepúsculo) na televisão, ou até pior, Big Brother Brasil.

Há muito tempo vinha reparando essa mudança repentina, as crianças hoje são outras, nesse mundo moderno e tecnológico, se tornaram mais “consumistas” e os pais que tem que engolir esse sapo. Um presente perfeito para uma criança no natal era ganhar uma Bicicleta  de marchas ou uma boneca que falasse uma penca de frases; Hoje isso foi trocado por Celulares ou um kit inicial de maquiagem. Crianças não são mais crianças, se comportam como pré adolescentes já nos seus 7,8 ou 9 anos de idade A música foi outra coisa que mudou nesse cenário infantil, antigamente cantavam músicas dos Filmes da Disney ou as famosas canções do Chaves, quanto música da novela das 21h00 ou aqueles sertanejos ridículos, tudo bem que as músicas infantis não são lá aquelas coisas, mas é melhor a criança crescer ouvindo “a menos que o coração sustente a juventude que nunca morrerá” do que  “tirar onda de Camaro amarelo“.

É aí que vem a pergunta; Será que a modernidade das coisas não atrapalhou esse amadurecimento da pequena geração? e daqui a alguns anos, será que uma criança vai saber o que é um carrinho de controle remoto, ou soldadinhos de guerra? ou jogos de tabuleiro como Monopoly? A resposta eu não sei, mas tudo indica que essas brincadeiras sejam ainda cada vez mais esquecidas conforme o tempo que passa. Eu tenho orgulho de aproveitar a infância correndo atrás de bola,  me sujando de todas as maneiras pra arrumar um bom esconderijo e não ter morrido em beber água da torneira, mesmo pegando o “fim” dessa infância que hoje não passam de apenas boas lembranças. ***___Roberto Junior.




fonte: Roberto Junior



AREEIRA JBA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
High Society
Destaque especial desta quinta-feira a empresária Adriana Barbosa Barros, que inaugurou  mais uma panificadora Pão & Cia na city. A filial fica na Avenida Talhamares. Parabéns pelo mais novo empreendimento e por acreditar no potencial da Princesinha. Sucessos mil!!!  Felicidades a Amanda Lorrayne que apaga velinha envolto ao carinho dos amigos e familiares. Que a alegria acompanhe você por todos os momentos e que Deus continue guiando todos os seus passos e iluminando cada vez mais os seus pensamentos. Trocou de idade ontem Silvio Luiz Silva, que na oportunidade foi abraçado pelos familiares, amigos e companheiros do Rotary Club de Cáceres. Desejo que seu aniversário lhe traga uma felicidade imensa e que você possa realizar todos seus desejos nessa nova etapa de vida.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados