Diretora administrativa: Rosane Michels
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
Café da Manhã
Data:26/06/2018 - Hora:08h35

Cachorrada

Em decisão inédita, a 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, confirmou acórdão que fixou um regime de visitas a uma cadela yorkshire, cujos tutores dissolveram união estável. Com o término da relação, a cadela ficou com a tutora, que impediu o ex de visitá-la. Ele recorreu com ação de guarda compartilhada e em votação unânime, os desembargadores por analogia decidiram contra a mulher, que recorreu. O caso foi parar no STJ, que decidiu que o tutor de Kimi pode visitar a cadela em fins de semana, feriados e festas de fim de ano, além de acompanhá-la no veterinário.

 

Cachorrada II

Nada contra os animais, cuja dedicação e proteção mesmo após a separação de gente irracional, não podem e nem devem sofrer as conseqüências, apenas, que apelar para tribunais quando uma conversa civilizada resolveria tudo, é brincar com coisa mais séria que os tais contendores e SMJ mais ridículo, chegar a instancias superiores da justiça, a guarda de um animalzinho inocente.

 

Fraldas/Perigo

Atenção quem compra fraldas, a ANVISA determinou na semana passada, a suspensão da venda de parte dos lotes de fraldas descartáveis do modelo Tripla Proteção, da marca Huggies Turma da Mônica, recomendando que os consumidores que já tenham comprado unidades consideradas irregulares evitem utilizá-las. Segundo a ANVISA, a empresa deixou pendentes os exames de irritações cutâneas primárias e cumulativas e de sensibilização, capazes de detectar se o produto pode causar alergias.

 

Lava - Chatos

A Câmara Federal rejeitou pedido assinado por 78 deputados que pediam a retirada do requerimento de criação da CPI da Lava Jato, por não ter atingido o número mínimo de signatários, que seria 96. Apenas 78 deputados assinaram o pedido de retirada  dizendo que havia insinuações na imprensa de que o objetivo da CPI seria enfraquecer, desestruturar ou mesmo acabar com as investigações da operação. Cá prá nos, deputado que se intimida com simples notas de jornal, não tem condições de integrar um legislativo.

 

Fantasma Trintão

A 35ª Promotoria de Justiça Cível de Cuiabá instaurou inquérito civil público para apurar o suposto pagamento de salários ao ex-servidor da Assembléia Legislativa de Mato Grosso Luiz Cândido da Silva, que morreu em 20 de maio de 1990, ou seja, há mais de 28 anos. No Portal da Transparência da ALMT, Luiz aparece como ativo e lotado na Secretaria de Gestão de Pessoas, com remuneração bruta de R$ 13,2 mil. A viúva do investigado, que é servidora da Prefeitura de Cuiabá, também foi notificada a comparecer na Promotoria de Justiça no próximo dia 16 de julho para prestar esclarecimentos sobre os fatos. Como explicar o inexplicável? A única forma, devolver tudo com jutos re correção, não é mesmo?




fonte: Da Redação



AREEIRA JBA anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
High Society
Abrindo nossa High Society neste dia a linda Fernanda Emilie Ferreira Lima que completa mais um ano de vida recebendo o carinho especial dos familiares, amigos e do namorado Aderbal Michelis. Desejamos que essa nova fase venha com a felicidade que você merece, para que continue contagiando a todos com seu bom humor. Que esse seja só mais um de bons anos que virão. Feliz aniversário!   Sempre atento as notícias mais mais da Princesinha,  Francisco Vieira ao lado da competente equipe do grupo Park dos Ipês,  que acompanham todas as manhãs nosso trabalho. Agradecemos a preferência e desejamos uma ótima quarta-feira.   Registramos trocando de idade amanhã o economista Wilson Carlos Fua a quem enviamos os mais sinceros votos de felicidades e muitos anos de vida. Na foto com a esposa Maria da Conceição (Lola).
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados