Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
Ex-gerente de cooperativa é preso acusado de desvios
Data:13/06/2018 - Hora:08h34
Ex-gerente de cooperativa  é preso acusado de desvios
PJC/MT

Polícia Judiciária Civil de Campo Novo do Parecis deflagrou na manhã de ontem, (12) a segunda fase da operação que investiga desvios milionários em uma cooperativa de produtores de álcool e cana-de-açúcar do município. O ex-diretor financeiro da entidade Nivaldo Francisco Rodrigues, foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva em seu desfavor.

A primeira fase da operação que apurou desvio de R$ 23 milhões da cooperativa foi deflagrada em julho de 2017. Na ocasião, a Polícia Civil conseguiu autorização judicial (2ª Vara da Comarca de Campo Novo do Parecis), com parecer positivo do Ministério Público para bloqueio dos bens de Nivaldo Francisco Rodrigues, apontado como líder do esquema criminoso.

Á época dos fatos o suspeito passou a ser monitorado por tornozeleira eletrônica. Em continuidade aos trabalhos investigativos verificou-se que Nivaldo havia movimentado entre o final de 2017 e começo de 2018 cerca de R$ 1 milhão – ato a que estava expressamente proibido por determinação judicial e motivou nova prisão do investigado que foi cumprida em sua residência na manhã da terça-feira (12).

De acordo com o delegado da Polícia Civil que coordena a investigação, Adil Pinheiro de Paula, os desvios na cooperativa podem ser bem maiores aos R$ 23 milhões orçados inicialmente. “Além do acréscimo de valores, a investigação avança com a identificação de outros integrantes da organização criminosa que usava notas fiscais de empresas de fachada em Mato Grosso (originadas na região de fronteira, Tangará, Sinop, etc.) e outros Estados como Goiás, São Paulo e Minas Gerais para realizar os desvios como se o serviço tivesse sido prestado. São empresas que forneciam notas fiscais 'frias' e auxiliavam na lavagem de dinheiro”, explica o delegado.

Em curto período de tempo são esperadas novas prisões vinculadas ao grupo criminoso liderado pelo ex-diretor financeiro da cooperativa. Um mês após o desligamento de Nivaldo, ocorrido maio de 2017, ainda houve uma tentativa de desvio da cooperativa, quando o suspeito ligou para empresa solicitando que fosse realizado um pagamento de R$ 467 mil em favor de terceiro. A cooperativa vítima tem 46 cooperados, divididos em 19 famílias, sendo quase a totalidade dessas famílias residentes Campo Novo do Parecis e constituem parte importante dos geradores de renda e emprego da cidade.




fonte: P.N com Redação



AREEIRA anuncie anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
High Society
Para quem gosta de objetos de decoração e utilidades, daqueles do dia a dia, até os mais requintados, agora conta com a Casa Marquesa, especializada em presentes para as mais variadas ocasiões. A empresária Beatriz Tavares investiu num espaço requintado e aconchegante para oferecer o que tem de melhor, com  muito bom gosto. Vale conferir. Sucessos Bia. Cáceres agradece Felicitamos neste dia a linda morena Bárbara Victória Filiagi Assunção que celebra mais uma primavera e recebe o carinho especial das irmãs Kássia e Raquel, do pai do coração Gaúcho e rol de amigos. Sucessos, saúde, amor e alegrias nesse novo ano é o que a família do JCC deseja. Feliz Niver!!! Brindamos hoje mais um aniversário da finess Lucia Oliveira. Que Deus em sua infinita bondade lhe presenteie com um ano pleno de realizações e felicidades.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados