Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 20 de Junho de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Procuradora do Estado nega ter lavado R$ 45 mil a Pedro Henry
Data:06/06/2018 - Hora:08h30
Procuradora do Estado nega ter  lavado R$ 45 mil a Pedro Henry
Arquivo

A procuradora do Estado Marilci Malheiros Fernandes de Souza Costa e Silva, em depoimento, negou a acusação de que teria “lavado” um total de R$ 45,1 mil de propina da EIG Mercados ao ex-deputado federal Pedro Henry.

A acusação contra ela consta na denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) derivada da Operação Bereré, que apura esquema de fraude, desvio e lavagem de dinheiro no âmbito do Detran-MT, na ordem de R$ 30 milhões, que operou de 2009 a 2015.

Pedro Henry é apontado como um dos líderes do esquema e teria sido o responsável por articular a parceria entre a EIG e a Santos Treinamento, no intuito de viabilizar o “propinoduto”.

Conforme o MPE, o empresário Marcelo Costa e seu irmão, o advogado Antonio Costa, sócios da Santos, eram os responsáveis por receber a propina destinada ao político. A procuradora Marilci Malheiros é esposa de Marcelo Costa e, de acordo com a denúncia, teria contribuído com a lavagem da propina a pedido do marido e do cunhado.

Marilci também é sobrinha do ex-deputado estadual João Malheiros, que foi denunciado na mesma investigação pela acusação de ter recebido R$ 54 mil de propina para fazer “vistas grossas” ao contrato fraudulento entre a EIG e o Detran-MT.

Em depoimento dado em abril ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), Marilci Malheiros disse desconhecer qualquer ilicitude nas transações envolvendo sua conta. A procuradora alegou que como seu marido Marcelo Costa tinha restrições bancárias, ele usava a conta dela por conta da facilidade de crédito que tinha perante os bancos.

Ela disse que as transações feitas e recebidas envolvendo os nomes investigados na operação foram realizadas ou por seu marido ou a pedido dele, e que não tenho conhecimento que os valores recebidos tinham origem ilícita. Para corroborar a versão, ela apresentou diversos documentos, entre eles um que provaria que a caminhonete usada por seu marido foi financiada em seu nome. Marilci afirmou que até o celular de Marcelo está com a linha registrada em sua titularidade e para comprovar que Marcelo pagava suas contas utilizando, por vezes a conta da interroganda, faz juntada de um extrato da Unimed no qual consta Marcelo como dependente da interroganda.




fonte: M.N com Redação



JBA anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
High Society
Flores multicoloridas a socialite cacerense Marília Fontes pela passagem de mais um aniversário. Que Deus lhe conceda muita saúde e muitos anos de vida. Receba nossa homenagem com votos de felicidades. Grande beijo!!! Também trocando de idade a querida Maria Freire Tavares que recebe o carinho dos filhos, netos, esposo e amigos. Que essa data seja festejada com saúde por muitos anos. Feliz Aniversário!!! Na foto com o marido Avelino. Comunicador Paulo Rocha da Radio Jornal de Cáceres, é parada obrigatória dos ouvintes que gostam de um bom papo e aquela musica selecionada, suavizando as manhãs de Cáceres, com recadinhos nos intervalos; Vale a pena ficar ligado!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados