Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 17 de Julho de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI
Crédito, ou Débito?
Data:11/05/2018 - Hora:09h21
Crédito, ou Débito?
Reprodução Web

Não é premonição, nem bola de cristal, que este editor não tem o dom de bidu ou teve alguma pitonisa a lhe herdar os dons de adivinhações e nem precisava, depois de 40 anos de labuta na mídia séria e ética, para bater o martelo que os presos da operação Crédito Podre seriam liberados em poucos dias. A gente escreveu sobre isso na semana passada, asseverando que, salvo zebras, as nove pessoas presas na segunda fase da operação, deflagrada no dia 3 de maio, logo, logo iriam circular livremente pelas ruas, curtir o luxo de suas mansões, livres, leves e soltos. Pois bem, mais uma vez, acertamos e pra testar fizemos uma fezinha na Megasena, que acumulou , e, quem sabe, a sorte libere alguns milhões limpinhos, prá gente, não é mesmo?  Tem que ser dinheiro limpo, pois a única vez que lavamos dinheiro foi uma nota de 20 no bolso da calça, felizmente recuperado no varal. Voltando ao assunto da Crédito Podre, uma a mais entre tantas podridões do reino tupiniquim, onde há um ladrão em cada esquina e vários onde se reúnem políticos, não demorou uma semana e por decisão do Tribunal de Justiça, todos os detidos (preso é palavrão, só se usa pra preto, pobre e puta) tiveram direito ao regime semi-aberto, que como não existe em Mato Grosso, cumpre-se no Home-Swet-Home. Tadinhos, também são acusados de desviar só R$ 143 milhões, entre os anos de 2012 a 2017! Na decisão, Em sua decisão, consta que com a suspensão do sistema de compensação de crédito da SEFAZ PAC/E-RUC a perpetuação do esquema criminoso já foi mitigada, isso sem contar que existem medidas cautelares mais brandas aptas a impedir que os pacientes continuem fazendo a comercialização das supostas notas fiscais fraudulentas. Como decisão da justiça não se discute, PRIC (Publique-se, Registre-se, Intime-se e Cumpra-se) libertas nem quae será tamen, além disso segundo a decisão, que não discutimos, apenas inserimos, os alvos são portadores de bons antecedentes, têm residências fixas, profissões definidas prestaram informações à autoridade policial dos fatos que tinham conhecimento em relação ao esquema criminoso em questão, e, desde a revogação da prisão preventiva deles, em janeiro último, eles cumpriram adequadamente todas as medidas cautelares que lhe foram impostas pelo juízo de primeiro grau. Na decisão, ficou incluso várias medidas cautelares consoantes legislação vigente, aos acusados e não cabe aqui culpar o ínclito magistrado que decidiu pela soltura dos indivíduos, e, sim, as fragilidades das leis anacrônicas que por vezes impedem os juízes de uma reprimenda mais rigorosa aos réus, envolvidos em delitos. A grande verdade, amigos, é que no patropi, as brechas na legislação são várias e um bom advogado sem chicanas, sabe onde encontrá-las, aliás, esta é a sua função, em defesa de seu cliente. Aos três pês, que não tem um pinto prá dar água, cana, chave, tranca, xilindró, cadeia mesmo, enfim, quem mandou nascer pobre, não ser político e ainda pisar no tomate? Não por acaso, repetimos aqui um jargão nosso: a segunda via do mandado de prisão do político, empresário, enfim, do poderoso, é um alvará de soltura, ou alguém duvida?




fonte: Da Redação



AREEIRA JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
High Society
Abrimos nossa High Society parabenizando a jornalista Mayara Michels Cunha que festeja mais um aniversário envolto as manifestações de carinho dos familiares. Que seu dia seja cheio de alegrias do início ao fim, e que a felicidade permaneça sempre do teu lado. Feliz Niver!!! Os parabéns ao ilustre magistrado e amigo Geraldo Fidélis que comemora data nova ao lado da esposa Fernanda e da filhinha Luisa. Que Deus lhe conceda muita saúde e muitos anos de vida. Felicidades hoje e sempre! Sempre atentos as notícias da Princesinha nas páginas do JCC o finess casal João Guilherme Turini e Fernanda Cavalari, proprietários da Óticas Karol que está com as melhores promoções em comemoração ao primeiro aniversário em Cáceres. Vale conferir. Grande abraço ao casal e toda a equipe com votos de um excelente fim de semana.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados