Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 17 de Junho de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Thirteen Friday, Ok!
Data:13/04/2018 - Hora:09h13
Thirteen Friday, Ok!
Reprodução Web

Mais uma vez o calendário registra uma Sexta-Feira-13 e assim como o dia 1º de Abril, que já foi o Dia da Mentira, (ultimamente todos os dias o são) esta data cabalística não assusta nem um agorafóbico. Prá quem não sabe, a fobia deste indivíduo, é medo de ter medo, pois não consegue desvincular-se das crenças irracionais, o que pode levar a comportamentos de fuga em relação a situações potencialmente ameaçadoras. Mais azar que sobreviver num país assombrado diariamente pelos vampiros sanguessugas políticos, impossível, em qualquer dia da semana, por mais ameno que ele seja, os aziagos estão em cada noticiário, em cada esquina. Claro, que há toda uma história acerca da sexta-feira 13, um dia para os supersticiosos, de azar, daqueles que se puder, deve-se ficar recluso em casa, já que se cruzar com um gato preto atravessando a rua, o azar é praticamente certo. A crendice se faz por tradição dos tempos idos, justificando a sexta-feira por ser o dia da crucificação de Jesus Cristo, virando uma aversão generalizada, associando-se o algarismo 13 ao número de pessoas presentes na Última Ceia e o número de bruxas em um clã. O famoso

Clube dos Treze, fundado pelo capitão William Fowler em seu restaurante, o Knickerbocker Cottage, na Sexta Avenida de Manhattan, em Nova York, desafiava os azares. Constituído por um grupo de homens determinados, se reuniu pela primeira vez em 13 de setembro de 1881. Eles se encontravam sempre no dia 13 de cada mês, sentavam os 13 à mesa, quebravam espelhos, derrubavam saleiros extravagantemente e entravam no salão de jantar passando debaixo de uma escada. Os relatórios anuais do clube mostravam meticulosamente quantos de seus membros tinham morrido, e quantas destas mortes haviam ocorrido dentro do prazo de um ano após um membro comparecer a um de seus jantares. Prá quem gosta de trucar, que não vire mania, pois a carta número 13 do Tarô é conhecida como a Morte, e costuma não ser muito bem vista pela maioria dos praticantes iniciantes. E como não poderíamos deixar de fazer uma análise política rápida acerca do numero 13, ainda por cima, sexta-feira, no  Brasil, foi também numa sexta-feira 13 que a maldita ditadura militar decretou o famigerado AI-5, o ato institucional que suspendeu direitos e garantias políticas, conferiu poderes extraordinários ao Presidente da República e deu poderes aos militares para que pudessem fechar o Congresso. Pouca diferença do AI-5 que vivemos nos últimos anos, de poder absoluto central, com o fechamento do congresso aos nababos do poder, barganhando votos, que as eleições batem a porta e garimpar votos custa caro, já que o eleitor diante de tanta corrupção não se vende mais por cestas básicas, a bolsa-voto anda inflada. E vem a turma do Zagai falar em sexta-feira 13, dia de azar, quando sorte é o trabalhador honesto sobreviver de segunda a segunda com a miséria do salário e pagar 35% em impostos para a farra dos governantes. Quer azar maior que este? Convenhamos, impossível, exceto, os ladravazes se reelegerem nas eleições de outubro, concorda? Pois sim, as eleições nunca aconteceram numa sexta feira, nem num dia 13, pense nisso.




fonte: Da Redação



anuncie aqui AREEIRA JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Destaque VIP de hoje endereçado as Musas da Pesca e do FIPe, Juliana Nicodemos Bruzon  e Elizandra Silva Maciel,  presença marcante durante o Festival desfilando a beleza, simpatia e charme da mulher pantaneira. Grande abraço e um excelente fim de semana.  Hoje as flores multicoloridas são dedicadas especialmente a aniversariante Maria Izabel Fernandes, pessoa querida que recebe os abraços dos seus colegas, amigos e familiares. Espero que tenha um dia especial e repleto de alegrias e uma vida de felicidade e sucesso. Que nunca lhe falte alegria, paz, amor e saúde. Tim tim!!! Ela arrasa e hoje recebe nossos aplausos pela profissional nota 1000 que é. Nosso reconhecimento a radialista Meire Maciel que foi a voz do FIPe 2018. Sucessos sempre!!!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados