Diretora administrativa: Rosane Michels
Segunda-feira, 16 de Julho de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Delação de irmão de Silval compromete Pedro Henry
Data:28/03/2018 - Hora:09h09
Delação de irmão de Silval  compromete Pedro Henry
Arquivo

O ex-deputado federal Pedro Henry teria “explicado” a Toninho Barbosa, irmão do ex-governador Silval Barbosa, o funcionamento do esquema de desvios de recursos e lavagem de dinheiro no Detran de Mato Grosso durante uma reunião em sua própria residência, em Cuiabá.

Segundo ele, no ano de 2011, a FDL Serviços de Registros, organização que atua junto ao Detran no registro de financiamento de veículos em alienação fiduciária, repassava cerca de R$ 500 mil através de uma empresa de fachada por mês para políticos e empresários para que o governo continuasse com a “manutenção” do contrato.

A informação consta do depoimento do próprio Toninho Barbosa a Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública no dia 4 de dezembro de 2017.

Toninho explica que foi procurado por um dos ex-sócios da Santos Treinamento, empresa que, ao lado da FDL, realizava a prática de desvios de recursos e lavagem de dinheiro no Detran, Marcelo da Costa e Silva. “No ano de 2011, não se recordando a data exata, Toninho Barbosa foi procurado em seu escritório localizado no Centro Empresarial Paiaguás por Marcelo da Costa e Silva, não sabendo dizer de fato o que Marcelo Silva fazia. Contudo, ele dizia que trabalhava com Pedro Henry, afirmando possuir uma empresa de coleta ou incineração de lixo hospitalar nesta capital”, diz trecho do depoimento.

Em seguida, Marcelo teria citado que a empresa FDL possuía um repasse para entregar ao governo, ainda na gestão Silval Barbosa, agendando para o dia seguinte uma reunião na casa do ex-deputado federal Pedro Henry.

O irmão do ex-governador afirma em seu depoimento que, durante a reunião, Pedro Henry citou o repasse de R$ 500 mil pela FDL como forma de realizar a manutenção do contrato. “Tendo Pedro Henry explicado ao interrogando nessa conversa que a empresa FDL pagava essa propina para as autoridades estaduais com o fim de manter seu contrato com o Estado de Mato Grosso sem nenhum incômodo que o repasse de propina que a FDL pagava girava em torno de R$ 500 mil mensais por conta do contrato que ela mantinha com o governo junto ao Detran e que referido valor seria dividido entre cinco participantes, destacando-se as pessoas do próprio Pedro Henry, Marcelo da Costa e Silva, Eduardo Botelho, o deputado estadual Mauro Savi, bem como com Silval Barbosa”, disse o irmão do ex-governador.




fonte: F.M com Redação



AREEIRA JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
High Society
Abrimos nossa High Society parabenizando a jornalista Mayara Michels Cunha que festeja mais um aniversário envolto as manifestações de carinho dos familiares. Que seu dia seja cheio de alegrias do início ao fim, e que a felicidade permaneça sempre do teu lado. Feliz Niver!!! Os parabéns ao ilustre magistrado e amigo Geraldo Fidélis que comemora data nova ao lado da esposa Fernanda e da filhinha Luisa. Que Deus lhe conceda muita saúde e muitos anos de vida. Felicidades hoje e sempre! Sempre atentos as notícias da Princesinha nas páginas do JCC o finess casal João Guilherme Turini e Fernanda Cavalari, proprietários da Óticas Karol que está com as melhores promoções em comemoração ao primeiro aniversário em Cáceres. Vale conferir. Grande abraço ao casal e toda a equipe com votos de um excelente fim de semana.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados