Diretora administrativa: Rosane Michels
Segunda-feira, 23 de Abril de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Presos ordenam morte de agentes depois de motim em penitenciária
Data:22/03/2018 - Hora:09h07
Presos ordenam morte de agentes depois de motim em penitenciária
Reprodução

O motim, que terminou na tarde de anteontem, com quatro feridos e um detento morto, na Penitenciária Central do Estado (PCE), causou alerta por parte dos agentes penitenciários, que foram ameaçados por líderes de facções, após o tumulto. Em áudios, que já circulam nas redes sociais, os presos utilizam palavras como "salve geral" e "passa nada", para ameaçar os servidores.

Os presos pedem que "os soldados das facção que estão em liberdade" ataquem agentes penitenciários, carros do Serviço de Operações Especiais e Grupo de Intervenção Rápida e "fuzilem" as viaturas do sistema penitenciário. O motivo seria a morte do preso Jesuíno Cândido da Cruz, o Junião, 27. O disparo, feito pelos agentes no momento da contenção, acertou a cabeça do detento, que morreu na enfermaria do presídio.

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários, após uma varredura e retirada de celulares, carregadores e drogas do Raio 3, os presos se rebelaram e começaram a jogar água quente e pedaços de concreto nos agentes. Com isso, os servidores revidaram e atiraram, conseguindo assim fazer com que todos os presos para o interior das celas.

Após o tumulto, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa foi acionada e começou a investigar o fato, já que havia perfurações de tiros em freezers da unidade e um morto no confronto. Porém, a morte de Junião acabou exaltando os ânimos de líderes de facções criminosas e foi dado o "salve", que é uma espécie de ordem que parte do presídio para ser cumprida do lado de fora dos presídios. E o mais assustador é que a ordem é para matar agentes.

Antes dos áudios e do motim realizado na tarde de terça, uma carta foi escrita dentro da PCE e encaminhada à Comissão de Direitos Humanos da OAB-MT. Nela, os detentos pedem a retirada do atual diretor da Penitenciária Central, porque ele estaria "judiando" dos presos. "Faz ato de tortura", diz trecho da carta.

A Polícia Civil, por nota, informou que A  DHPP esteve na unidade e constatou que houve motim e por isso foram usados meios de contenção.  Foram realizadas perícias de danos (pois o raio 3 estava com sinais visiveis de destruição) e pericia de local de morte. O inquérito policial ja foi instaurado e tomadas todas as providências.




fonte: Assessoria com Redação



anuncie aqui JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
High Society
Curtindo as belezas da cidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra as amigas Marinalva Denipotte Manfrin e Fabíola Campos Lucas. Uma ótima estada no País vizinho. Votos de breve recuperação a amiga Suzy Kristina dos Santos, que sofreu uma torção no tornozelo e está de repouso impossibilitada de andar. Estamos na torcida pela seu reestabelecimento. Grande abraço. Nosso Destaque VIP para a competente equipe do Kaskata Flutuante que serve a melhor comida da cidade. Forte abraço a família Natal que está a frente de bem servir os cacerenses e visitantes. Pra hoje fica a dica de saborear aquele delicioso peixe a La Kaskata.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados