Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Testemunha de CPI
Data:13/03/2018 - Hora:08h34
Testemunha de CPI
Divulgação

Óiaeuaqui de nuevo, Sacripanta Dona Anta, Sôieu, Mané Futrica, que o trem ficou doido de vez e o capeta vai ter de fazer um puxadinho bem grande pra cambada que vai pegando passaporte coloiado como diz a bugrada e se de mentiroso o inferno fica cheio, haja lugar pra politicalha, quando veste o paletó de madeira. Pensando que a gente é pongó, (olha o cuiabanês de novo) os manganaros não podem morder a língua ferina que morre do próprio veneno e das mentiras, que de tanto falar, ficam viciado e acabam acreditando que são verdades. Veja o caso de um pacóvio que na CPI mais enrolado que fio de telefone e depois de armar a arapuca, disse que não sabia que bem-te-vi, era bem (vindo) que via e que o bereré da propina não era cascalho sujo, que o coisa tava lá por acaso. Tão por acaso, que recebeu a grana, mas não era propina, era de uma pesquisa de dois anos antes, Égua, que as pilas de japa, num faz mal e caiu no chão, pega de volta e bota no buraco do pano, que bolso de paletó de corrupto é igual Rexona e coração de mãe, sempre tem lugar sobrando. Falando na tal testemunha da CPI, ele disse que abria e fechava a porta, era o São Pedro do paraíso da politicalha e quando o bem-te-vi, que ele não via, que não vinha, mas veio, viu e ficou gravado na arapuca, ele não sabia que o sabiá sabia subia, era bem-te-vi, agora é sabiá, daqui a pouco é raposa no galinheiro. Passou, gravou e se lascou, agora, o chaveiro do paraíso diz que não era pra ser gravado, só os pardais, mas a fauna predadora do erário caiu na arapuca, alguns foram pra gaiola e voltaram pros ninhais da metrópole. Sujou queném titica de pombo no paletó de quebra santo, barbaridade, que nessa de foi, não foi, o tal disse que só viu as gravações pela TV e que ficou com pena, quando viu o penado apenado. Escapou, assim como a pacoteira de notas de 50 no pé do bem-te-vi. Ah, gente, era mesmo as oncinhas do Taiamã nas notas do infeliz, mas não era propina, era uma divida de 2016, a tal pesquisa eleitoral do patrão, coitado, taxado de corrupto, quando tão confiado foi que nem contou as notas; chamando-nos de novo de pongó, né, Mané? Mas nem com superbonder, araldite e durepoxi, o babado cola, não cola, óxenti, vôte Xô - Mano, quando se recebe uma dívida, a gente conta nota por nota, mesmo se tiver cinta do banco, mas o passarinho azarado não conferiu se faltava algumas cédulas, sem problema, é de graça mesmo! Ou não era? Ou ele era besta mesmo? Tá bão, Seu Tião, que qualquer pessoa de mediana inteligência pensa assim. Pessoal, é tanta safadeza, mentira, jogo de compadres, disque diz, falou, não falou, Rachid pra todo lado, conversa fiada pra boi dormir, que perdeu a graça. Os bacanas generalizam a idéia que o povo é bobo, que o poder, o dinheiro roubado e os conchavos dominam o patropi, mas tudo deveria ter um limite, sim, a gente usa o condicional, já que o pretérito futuro do reino tupiniquim é mesmo sombrio. Exceto que se usem o polígrafo em depoimentos de malandros, mas quem será o rato que vai usar guizo no pescoço do gato pra alertar a rataiada ? 




fonte: Editoria



JBA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Brinde especial a nossa leitora assídua Cibeli Simões que festejou data nova no domingo e recebeu o carinho especial dos familiares, amigos e colegas da OAB. Que seus sonhos se tornem realidade e que esse ano seja repleto de alegrias, saúde, vitórias. Parabéns!!! No rol dos aniversariantes o competente delegado Alex Cuyabano a quem enviamos os votos de felicidades, rogando ao Criador infinitas bênçãos nesse novo ano de vida que se inicia. Muitas felicidades pra você Kelly Prado. Que todos os seus sonhos e metas sejam alcançados, sem esquecer do mais importante, que você seja muito, mas muito feliz.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados