Diretora administrativa: Rosane Michels
Sexta-feira, 20 de Abril de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Tripé do Merchandising
Data:01/03/2018 - Hora:08h02
Tripé do Merchandising
Reprodução Web

Quebrando um pouco o protocolo critico, para alguns em verdade, prendendo a língua ferina e solta de rufar fatos e personagens, (refutamos o dito falar mal, ou conversa fiada, afiada, até que aceitamos) como de praxe em algumas ocasiões e de olho no calendário, vamos hoje homenagear a sofrida classe dos publicitários. Sofrida sim, pelo menos na última década, massificada pelo virtual, que tem dificultado, pra não dizer, desvalorizado o trabalho do criador e vendedor de publicidades na mídia, sobretudo, a escrita. Num país de capitalismo selvagem, o intelecto padece, refém de pseudos ditos profissionais, vendendo anúncios falsos e maus produzidos a preço de banana, ainda mais em ano eleitoral como este 2018. E aquele publicitário sério, criativo, honesto, de empresa transparente, pena mais que sovaco de aleijado, num sol de 40 graus, diante daqueles que rifam por trocados ou permutinhas, reclames sem retorno. Perde também, o anunciante que cai na lábia do esperto falso publicitário, já que o fundamental num anuncio é o retorno; o oposto, acaba saindo mais caro o molho que o peixe, mas não estamos aqui pra chutar cachorro morto e sim, pra prestar justas homenagens aos reais profissionais de comunicação social que são responsáveis em pensar, criar e desenvolver campanhas publicitárias destinadas a promover idéias, lugares, empresas, organizações, produtos, pessoas e etc. Os publicitários trabalham tendo como principal característica a criatividade, por causa disso são considerados profissionais despojados e sem horários fixos. A publicidade é divertida, animada, persuasiva, desperta sentimentos; faz você rir, chorar, duvidar, se emocionar; mostra a todos que podem refletir, enfim, ela é genial, mas não seria nada, se não fosse quem a faz. Bem feita, em veículo circulante, que dá retorno ao anunciante, funciona. Aqui no Correio Cacerense, a gente cuida com especial atenção dos anúncios, tudo é muito bem pensado e quando o gaucho vai a campo, a criação ainda pode ser discutida com o cliente, sugestões apresentadas e adequadas, pois mais importante que o valor da inserção, é o retorno ao anunciante e ninguém melhor que ele, para bater o martelo. Imprescindível destacar que o tripé do merchandising: veículo/publicitário/anunciante, precisa estar em sintonia absoluta para que a valoração atinja os personagens envolvidos e todos saiam ganhando e neste 1º de março, Dia do Publicitário, queremos saudá-los pela efeméride, consoante o Decreto de Lei nº 57.690, de 1º de fevereiro de 1966; que regulamentou o Decreto de Lei nº 4.680, de 18 de junho de 1965, regulamentando o exercício da profissão de publicitário e de agenciador de propaganda no país. Só pra finalizar, (não é Narciso) a publicidade em jornal impresso não sai do ar com a falta de energia, não é levada ao vento por ondas sonoras, independe de um click, ela é imune a intempéries, fixa e visível em paredes, (pinturas, etc) pacotes no comercio, bancas, salas de espera de hotéis, consultórios, quer mais? Estamos a sua disposição de páginas abertas.

 




fonte: Da Redação



anuncie aqui anuncie JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
High Society
Os parabéns de hoje é endereçado a Railson Campos, que ontem marcou mais um golaço no placar da vida recebendo os abraços calorosos dos familiares e amigos. Felicidades e muitos anos de vida. Tim, Tim. Nosso Bom dia ao casal Eugênio Florentino Muniz e Edinha Marques do Amaral que estão sempre curtindo a vida juntos. É isso aí o amor foi feito para ser celebrado todos os dias. Abraço especial as encantadoras Meire Maciel, Olga Maria Castrillon Mendes, Vera Maquêa e Marta Cocco, que se encontraram para um bate papo descontraindo na Feira Cultural e Gastronômica da Praça da Cavalhada que acontece todas as terças-feiras. Além de saborear deliciosas guloseimas a feira se tornou um ponto de encontro de amigos.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados