Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
A Vida e a Morte nas Casas
Data:20/02/2018 - Hora:08h40

Vou procurar abordar fatos paralelos que de certa forma podem ter ligações, embora em ambientes diferentes, ambos com cenários de uma casa, a Santa Casa e a Casa de Detenção. Todas e quaisquer semelhanças, são meras coincidências, como diria o autor de novelas, complementando que seria ficção, mas aqui, os casos são reais. Claquete: ambiente 01- Santa Casa de Misericórdia de alguma cidade deste brasilzão continental, vários pacientes, alguns na UTI lutam pela vida, com a esperança de um milagre que acelere o poder dos medicamentos, os instrumentais cirúrgicos, e que, o Levanta e Ande, de Jesus nas escrituras sagradas, opere outra vez o renascer. A expedição da alta medica...ou seria a regressão do quadro, a degeneração das células, o limiar do crepúsculo vital no Multiparamétrico, a morte cerebral, a vitória de Tânatos, contra a ciência, o semblante da esperança na sala de visitas se dissipando em lágrimas, com a chegada da viagem sem volta; Claquete: Ambiente 02 – Casa de Detenção, o oposto da Santa Casa, vários impacientes, alguns isolados após lutar contra o bem, matar, roubar, estuprar, reclusos em solitárias por infringir os preceitos internos da casa e ou da execução penal. Estes e demais presidiários lutam contra o deletério celular dos raios, com a esperança de uma brecha nas leis. No poder de seus advogados, instrumentais jurídicos e que o Levanta-te e Fuja, dito pelas falanges e comandos, opere a liberdade, para muitos a volta ao crime, na saidinha especial (sem volta), no alvará de soltura, quase sempre indeferido pelo judiciário; no vôo frustrado do incorrigível Ícaro para o crepúsculo atrás das muralhas. Assim, como na Santa Casa, no vestíbulo da Casa de Detenção, visitas esperançosas com a volta à vida, à liberdade, obstadas pelo inesperado de pacientes e impacientes. In-fine: o divisor de águas. Na despedida da UTI, a viagem para a eternidade; Na volta, do parlatório ao raio da casa dos mortos-vivos que matam, a vida continua, quiçá, para um pós na faculdade do crime, com visitas semanais, inclusive íntimas. É Vida que segue,... e Vida que se apagou, coisas da vida. ***___Rosane Michelis – Jornalista, Bacharel em Geografia e pós em turismo.

 




fonte: Rosane Michelis



anuncie aqui AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
High Society
Para quem gosta de objetos de decoração e utilidades, daqueles do dia a dia, até os mais requintados, agora conta com a Casa Marquesa, especializada em presentes para as mais variadas ocasiões. A empresária Beatriz Tavares investiu num espaço requintado e aconchegante para oferecer o que tem de melhor, com  muito bom gosto. Vale conferir. Sucessos Bia. Cáceres agradece Felicitamos neste dia a linda morena Bárbara Victória Filiagi Assunção que celebra mais uma primavera e recebe o carinho especial das irmãs Kássia e Raquel, do pai do coração Gaúcho e rol de amigos. Sucessos, saúde, amor e alegrias nesse novo ano é o que a família do JCC deseja. Feliz Niver!!! Brindamos hoje mais um aniversário da finess Lucia Oliveira. Que Deus em sua infinita bondade lhe presenteie com um ano pleno de realizações e felicidades.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados