Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 18 de Julho de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Pois, é: Zhérois Zeros!
Data:17/02/2018 - Hora:08h16
Pois, é: Zhérois Zeros!
Reprodução Web

Loucura, loucura, loucura, alguém fechou a porta do hospício político tupiniquim e o pré-candidato do caldeirão saiu da Lata Velha, bateu o martelo e pulou fora, nada além de um minuto, soletrando que nem em Angélica no MS, sai pra vereador, ainda mais, presidente, isso é coisa da plin-plin. Mesmo depois de muito ensaiar e de até ganhar o apoio público do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o Luciano Huck desistiu de ser candidato a presidente da República. O magrelo narigudo bateu o martelo anteontem e não sai mais nem que o FHC tussa ou o Temeroso saia do esquife. A decisão, segundo blogs de notícia, seria uma resposta à um canal de TV que pediu que Huck definisse sua situação logo depois do carnaval, procês verem que quando a gente diz que a tal TV criada na ditadura governa o país, não é papo furado.

A possível candidatura de Huck vinha sendo inflada por FHC, que sabe de antemão que a tucanada não tem cacife, Gerardo Alquimia não decola, Dória tomou Doril, Serra desceu a serra, Aécio, Never, etc. Quase 3 décadas após vencermos as agruras covardes da ditadura militar, estamos sem duvidas, sob o manto de uma ditadura civil orquestrada por falsos salvadores da pátria, que buscam através de uma dissimulada democracia, manter o país e nosso povo nos grilhões da escravidão. Foi assim com a derrogação da CLT, das compras de votos via emendas no congresso e a rasteira da deforma da previdência, além da busca de um títere que vença o pleito de outubro próximo e os represente no Olimpo das esplanadas. O incrível Huk seria a replica do bonitinho Fernandinho de 1989 e quem tem mais de 50 anos nos costados ainda se lembra do cabeça-chata alagoano Collor, que nas maracutaias da mídia nefasta, chegou ao planalto. Superou Lula, Mário Covas, Ulisses Guimarães, o desconhecido Enéias Carneiro, empunhando o titulo de caçador de marajás, o homem que representava o novo Brasil, mais bonito, limpo e moderno. O Brasil queria o que era bonitinho e moderno, então elegeram o galã Fernandinho. E o tal caçou, mas foi a poupança de todos, a maquiagem caiu e mostrou a verdadeira face por trás da figura de bom moço. Pra não ser cassado, renunciou, largando a batata quente na mão do vice Itamar Franco, o tal do olho na calcinha da modelo. Será que agora, quase 30 anos passados a gente merecia um novo colorido só porque o ancião FHC e sua mídia apostava no narigudo? Com certeza, o tal Hik que de bobo não tem nada, caiu na real de que é melhor ficar no caldeirão e a gente agradece pela sua atitude, lembrando que apesar dos pesares e notas de pesares para mortos vivos, ainda tem gente boa neste país, que possa merecer a confiança do eleitor. Exemplos como Requião e Ciro Gomes, até prova em contrário, estão ilesos e imunes ao devastador tsunami corrupção que assolou o patropi deixando seqüelas que se ampliam a cada novo avanço dos caciques do mal que se encastelaram no planalto central. Entre Belos e Feras, a gente precisa é de quem governe fazendo jus aos votos do povo, respeitando a constituição, de caráter probo e mãos limpas, um poder executivo, sem rabo preso com poderosos oportunistas congregados paralelos.  




fonte: Da Redação



JBA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
High Society
Com eficiência ímpar, as funcionárias da Biblioteca Municipal de Cáceres, Carla Kruger e Divina Aparecida Santos Conchev, estão sempre buscando divulgar com dinâmica e eficiência aos frequentadores da casa de cultura da Rua Padre Casimiro, as atividades lúdicas do estabelecimento, voltado à salutar pratica da leitura e pesquisas.  Registramos marcando mais um golaço no placar da vida Wellyngton Maciel, que recebe os abraços calorosos da companheira Darlene, da mãe Isabel, do filhão Samuel e do rol de amigos.  Que essa data se reproduza por muitos anos, sendo festejada com saúde e felicidades são os nossos votos.  Ilustrando a página hoje, a simpática professora Elaine Glerian, do corpo docente da Escola Estadual Onze de Março, (antiga Ceom) na disciplina de química, articuladora do Projeto Parlamento Jovem no estabelecimento de ensino de Cáceres, que teve este ano um aluno selecionado.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados