Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 17 de Julho de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI
Vamos Reformar Já?
Data:08/02/2018 - Hora:08h32
Vamos Reformar Já?
Reprodução Web

E chegamos a prévia do carnaval, semana que vem na quarta feira, começa o ano no reino tupiniquim, já dizia o sambista do crioulo doido, que as favas calendário, né mesmo Seu Gilmar, o Ano vai Começar, Aleluia, que a cambada volta a falar em reforma da Previdência Social, Vade-Retro. E rufam os tambores dos gravatinhas, que se não reformar a bichinha, aposentado vai ficar sem bereré e tal e coisa, que o bicho homem cismou de viver 80 anos, que a mulherada não morre mais e vai faltar grana prá pagar a merreca dos assalariados que não engordam porque a ginástica pra sobreviver queima a banha da celulite. E diz a oposição que a gente só sabe criticar, pelo contrário, não deixam molhar o Nico, então vai lá, turma: A gente é favorável sim, a uma reforma da previdência, mas, como diz o pé-vermelho Requião, ex-governador que conhecemos na década de 80, quando fomos seu cabo eleitoral, enquanto os temerários temerosos propõem que o brasileiro trabalhe por mais tempo para se aposentar, a reforma da Previdência Social, ignoram os R$ 426 bilhões que não são repassados pelas empresas ao INSS. Trocando em graúdos, o valor da dívida que os compadres do governo deve ao INSS, equivale a três vezes o chamado déficit da Previdência. E não é língua preta da gente não, nadinha disso, esses números, foram levantados pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional e omitidos pelo governo não na estapafúrdia alegação do governo na grande mídia. A grande verdade é que o governo fala muito de déficit na Previdência, mas não leva em conta que o problema da inadimplência, os calotes dos compadres de deputados, senadores, governadores, enfim, os poderosos, e que respondem por mais de 63% da dívida previdenciária. Só pra ilustrar, dos dois indivíduos que falam pelos cotovelos em defesa desta reforminha engana trouxa, um é o ministro da Fazenda Henrique Meirelles, aposentado no Boston Bank, com a merreca de R$ 250.000 por mês, e ainda embolsa mais R$ 30 mil como ministro do patropi. O outro é seu chefe, o presidente sem voto Michel Temer se aposentou pelo governo de São Paulo aos 55 anos com aposentadoria de R$ 30 mil e ainda acumula vencimentos do cargo, mais R$ 32,8 mil ao mês. E os folgados querem que o povo trabalhe até 70 anos pra se aposentar, é muita palhaçada mesmo, ou seja, o povo trabalhar pra bancar os milhões deles, porque aquele papo de 65 anos pra homem e 62 pra mulher é parcial, só 70% do salário. O integral, só como auxilio funeral. Concluindo, vamos reformar cobrando caloteiros, acabar com as aposentadorias dos marajás, com os auxílios moradias de poderosos que tem mansões e nadam de braçadas, enfim, moralizar a bagunça, depois então a gente puxa o saldo e com superávit, bate o martelo e faz a tal reforma. Falando em superávit, dados da ANFIP – Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal – mostram oficialmente, que de 2005 a 2015, a previdência social acumulou um superávit de R$ 658 bilhões, que não aparece no cofre do INSS, porque o governo usou o dinheiro dos trabalhadores para gastos alheios a aposentadoria, ou seja, pagando a impagável divida pública, fechou? Não fecha né, amigo?

 




fonte: Da Redação



AREEIRA JBA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
High Society
Com eficiência ímpar, as funcionárias da Biblioteca Municipal de Cáceres, Carla Kruger e Divina Aparecida Santos Conchev, estão sempre buscando divulgar com dinâmica e eficiência aos frequentadores da casa de cultura da Rua Padre Casimiro, as atividades lúdicas do estabelecimento, voltado à salutar pratica da leitura e pesquisas.  Registramos marcando mais um golaço no placar da vida Wellyngton Maciel, que recebe os abraços calorosos da companheira Darlene, da mãe Isabel, do filhão Samuel e do rol de amigos.  Que essa data se reproduza por muitos anos, sendo festejada com saúde e felicidades são os nossos votos.  Ilustrando a página hoje, a simpática professora Elaine Glerian, do corpo docente da Escola Estadual Onze de Março, (antiga Ceom) na disciplina de química, articuladora do Projeto Parlamento Jovem no estabelecimento de ensino de Cáceres, que teve este ano um aluno selecionado.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados