Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 23 de Maio de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
fipe
Casos da febre chikungunya têm aumento de 185% em Mato Grosso
Data:26/1/2018 - Hora:08h21
Casos da febre chikungunya têm  aumento de 185% em Mato Grosso
Divulgação

O primeiro boletim divulgado pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde (SES) neste mês de janeiro registrou um aumento de casos da Febre Chikungunya em Mato Grosso.

O Boletim nº 45, que fechou o ano de 2017 e registra os dados acumulados nas últimas três semanas de dezembro, mostra que houve um aumento de 184% nos casos da doença em relação ao mesmo período no ano passado, passando de 1.275 para 3.617 casos.

A incidência acumulada em 2017 é de 109 casos por 100.000 habitantes, um aumento expressivo em se comparando com 2016 quando a incidência acumulada foi de 39. Atualmente há um caso de óbito confirmado no município de Várzea Grande. Segundo uma análise dos casos por município de residência, ainda são 80 municípios sem ocorrência de casos, ou seja, silenciosos, para a Febre Chikungunya. No mês de dezembro passado foram notificados casos em 61 municípios.

Zika

Em relação ao Zika Vírus, foram notificados 2.515 em 2017 contra 24.803 em 2016, uma redução de 90%. A incidência acumulada é de 76 casos por 100.000 habitantes. Segundo uma análise dos casos por município de residência, são 82 municípios sem ocorrência de casos, ou seja, silenciosos, para a Febre pelo Vírus Zika. No mês de dezembro, foram notificados casos de 59 municípios.

Mato Grosso teve o primeiro caso confirmado laboratorialmente em junho de 2015. De lá para cá, o sistema SINAN registrou 7.818 casos/notificações casos de Febre pelo Vírus Zika. Nesse período, os casos em gestantes estão sendo monitorados devido ao risco de aborto, malformações do feto, complicações neurológicas.

Até o momento não houve confirmação de óbitos por Zika em 2017, porém há 1 caso em investigação do município de Várzea Grande.

Dengue

Já o número de casos de dengue notificados neste ano é 11.909, uma redução de 60% em comparação aos 29.632 casos registrados no mesmo período de 2016. A incidência acumulada é de 360 casos por 100.000 habitantes. Os dados revelam, ainda, que o valor semanal de casos em 2017 evoluiu para baixo risco em relação aos valores notificados no mesmo período do ano 2016. No mês de dezembro, 125 municípios notificaram casos.

Constam no sistema Sinan Net/Sinan Online cinco óbitos confirmados nos municípios de Alta Floresta (01), Canarana (01), Cuiabá (01), Sinop (02). Constam também, dois óbitos em investigação, sendo um em Cuiabá e um em Pontes e Lacerda.




fonte: Assessoria



AREEIRA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
High Society
Celebrando Bodas de Cristal o casal Lucio Lindote e Hellen Ferrareto a quem enviamos votos de felicidades por 15 anos de união pautados no respeito e companheirismo. Que Deus abençoe com muitos mais anos juntos.   Ontem pela manhã tivemos o prazer em receber os alunos do 2º ano A e B da Escola Estadual São Luiz que vieram conhecer um pouco da história do Jornal Correio Cacerense bem como entender como é o funcionamento de um jornal impresso. A visita segundo a professora Silvania se deu pela necessidade de proporcionar aos alunos um aprendizado extra classe uma vez que o tema trabalhado é Notícias. Parabéns a professora e aos alunos.  Agradecemos a visita.  Festejou ontem data nova o companheiro de profissão Sinézio Nunes de  Alcântara. Nosso registro com votos de muita saúde e prosperidades. Feliz Niver!!!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados