Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
AGRICULTURA FAMILIAR: Produção de leite em Rio Branco pode triplicar com pasto rotacionado irrigad
Data:12/1/2018 - Hora:08h36
AGRICULTURA FAMILIAR:  Produção de leite em Rio Branco pode  triplicar com pasto rotacionado irrigad
Ilustrativa

No Sítio Nossa Senhora Aparecida, localizado na Comunidade Córrego do Ouro, no município de Rio Branco, na propriedade dos produtores Divaldo Rufino da Silva e de seu filho, Adauto de Oliveira Silva foi implantado o pasto rotacionado com irrigação. Com isso, a produção que era de 150 litros de leite por dia passou para 230 litros. E no mês de abril poderá triplicar a produção para 500 litros de leite por dia.

Com um plantel de 90 cabeças de gado da raça girolando e cruzado, o técnico da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), José Ronison Faria, explica que na área de 25 hectares os produtores mantinham 30 matrizes e 30 bezerros, e hoje numa área de cinco hectares foi montado o pasto rotacionado irrigado contendo 27 piquetes. Conforme o técnico, cada matriz ocupa uma área de 70 metros quadrados e o gado fica apenas um dia por piquete.

Antes da implantação do sistema de pasto irrigado, os produtores gastavam R$ 3.250,00 por mês, com ração e aluguel do pasto para terceiros. Nesse período a produção era de 150 litros de leite dia e eles faturavam em torno de R$ 4.140,00 por mês com a venda do leite para o laticínio de Araputanga. De acordo com José Ronison, hoje a situação é diferente, estão economizando com ração e com o aluguel do pasto e vão chegar a produção de 500 litros com um faturamento mensal de R$ 13.800,00.

A conta de energia elétrica no sítio era de R$ 300,00 por mês, com as alterações e equipamento de irrigação o preço atinge os R$ 900,00. “Nosso objetivo é melhorar a produção dos animais, garantir pastagem de qualidade e como consequência, garantir lucro e renda para a família que vive do seu trabalho no campo. Agora o produtor poderá expandir o número de animais e produzir muito mais leite”, enfatiza.

O sistema de pastagem irrigado faz com que o pasto produza o ano todo com qualidade e alta produtividade. O investimento com o sistema de irrigação por aspersão no Sítio Nossa Senhora Aparecida custou R$ 95 mil. Conforme o técnico, esse investimento garante uma produção de leite permanente e ele explica, hoje com 90 bovinos leiteiro na propriedade, onde já possuía curral, resfriador com capacidade para mil litros e ordenhadeira mecânica ficou mais fácil para os produtores.

Outro fator importante é aumentar a produção de leite de cada animal. Os produtores Divaldo e Adauto utilizam para inseminação touros de qualidade. Antes da implantação do sistema de pastejo irrigado, as matrizes produziam em média sete litros de leite/dia, atualmente com melhoramento genético em torno de 15 litros/leite/dia. Esse trabalho para ampliação da produção de leite começou em abril de 2017 e foi implantado em setembro. O projeto foi elaborado pelo engenheiro agrônomo da Empaer, Ademar Okada e o técnico José Ronison.




fonte: Assessoria Empaer



JBA anuncie aqui AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Felicitações a Sebastiana Pacheco, carinhosamente conhecida por Tiana. Ela que troca de idade hoje e recebe o carinho especial dos familiares e amigos. Que seu dia seja completo de paz, amor e felicidade. Não esqueça de sorrir, pois sua alegria é contagiante. Parabéns! Um final de semana iluminado as nossas leitoras assíduas Cibele Simões e Adriana Nascimento. Pessoas maravilhosas e profissionais nota 1000. Grande Abraço!  Sempre alegre e de bem com a vida, a nossa amiga de longas datas Ana Lúcia Matiello Miranda.   Um Bom Dia extensivo a sua linda família.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados