Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 21 de Janeiro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
ÁREA CENTRAL DE CÁCERES E AGLOMERAÇÃO NO TRÂNSITO: PROBLEMA CRONICO OU TEM SOLUCAO?
Data:23/12/2017 - Hora:07h36

A cidade de Cáceres situa-se ao noroeste do Estado de Mato Grosso, distante a 220 quilômetros da capital Cuiabá-MT e fundada no ano de 1778, tendo atualmente 239 anos. Assim, como na situação de inúmeras cidades brasileiras, a cidade de Cáceres desenvolveu-se na margem esquerda do rio Paraguai, o qual, por muito tempo, foi o principal meio de acesso para a cidade e para Mato Grosso, no processo de organização do território no Estado.

Cáceres destaca-se, especialmente, por retratar em sua arquitetura diferentes fases vividas desde a colonização da América Portuguesa até os dias atuais, tendo desde edificações em perfeito estado de conservação, até prédios em estado avançado de degradação. Conseguinte, por vezes, do rápido e intenso crescimento urbano.

No âmbito do Estado, constitui uma cidade média e encontra-se em quinto lugar no ranking dos vintes maiores municípios do Estado e, de acordo com o último Censo disponibilizado (IBGE, 2010), 87,94% (um total de 76.568 de seus habitantes), concentram-se na área urbana sendo que apenas 13% (11.374 habitantes) vivem na zona rural. Logo, tal concentração na área urbana requer um reordenamento dos espaços, o que nem sempre é fácil, tendo em vista a manutenção do patrimônio histórico.

Desse modo, nas cidades de porte médio e grande, implicam transtornos e conflitos no trânsito, pois o aumento da capacidade viária não segue o ritmo da introdução de novos veículos nas ruas e, em algumas delas, os planejadores e operadores de tráfego já se vêem obrigados a adotarem medidas de restrição ao uso de automóveis em determinadas áreas. Além disso, um agravante para solução do problema se dá pelo fato da cidade de Cáceres ser considerada patrimônio histórico, não podendo realizar grandes mudanças na estrutura urbana para não haver perda de sua originalidade.

Com isso, o que podemos analisar hoje, é que o centro da cidade de Cáceres possui grandes problemas para circulação de veículos, pelo fato de ser antiga e ter se expandido sem planejamentos futuros, ocasionando um crescimento desordenado, com ruas estreitas, sem locais para estacionamentos por causa da disposição dos arruamentos. Comparativamente, essas são características em comum à cidade de Cuiabá onde a descoberta de ouro às margens do córrego da Prainha, em 1722, foi determinante para definir os eixos de ocupação da cidade, formulando ruas estreitas de difícil acesso até os dias de hoje. Contudo, locais como o calçadão na Rua Ricardo Franco, foi proibida a passagem de carros, tendo hoje em dia um grande fluxo de pedestres que circulam livremente em torno das inúmeras lojas com fachada antigas para manter a arquitetura já existente.

Na cidade de Cáceres, tem-se como exemplo, a Rua Coronel Faria, Marechal Deodoro e a Comandante Balduino, locais de grande fluxo, devido aos comércios (Bancos, lotéricas, comercio em geral), e os estacionamentos privados não vem suprindo a grande demanda de veículos que ali circulam. Contamos também com as precariedades dos calçamentos que além de não promover acessibilidade, tem causado uma disputa nas ruas por parte dos automóveis, bicicletas e pedestres, haja visto que os pedestres muitas vezes são obrigados a trafegarem pelas margens do meio fio.

Cabe as autoridades responsáveis junto com a sociedade traçarem um plano a partir de audiências públicas para discutirem a problemática do transito na área central e, conjuntamente, elaboração de propostas e projetos onde vem beneficiar a comunidade de um modo geral, visando melhor fluidez na circulação e, sobretudo, mantendo preservada a arquitetura histórica.

Como sugestão a indução ao debate, inicialmente, seria necessário realizar um diagnóstico detalhado das atividades comerciais realizadas na área central de Cáceres e, posteriormente, traçar medidas que promovam melhorias na circulação. Como por exemplo: a) restrição de circulação de veículos na área central em dias úteis, principalmente nas ruas Coronel Faria, Marechal Deodoro e Comandante Balduino deixando parte delas somente para a circulação de pedestres e podendo nestas ruas, em fins de semana, transformá-las em ciclovias, criando assim mais uma opção de lazer à população. b) Criação de pontos de transbordo de mercadorias próximo ao portal de entrada da cidade, evitando mesmo com a proibição, o tráfico de veículos de carga na área central. c) A regulamentação e criação de estacionamentos públicos e privados em áreas periféricas ao centro, como por exemplo, a praça de eventos da Sicmatur e, em áreas não edificadas. d) A criação e transferência das agências bancárias e órgãos públicos para setores das periféricas, como exemplo, próximo a prefeitura municipal.

De acordo com especialistas, a preservação do patrimônio histórico não é apenas uma questão do poder público, mas da sociedade como um todo. E, nesse sentido, é preciso que haja participação efetiva e uma maior conscientização por parte da sociedade, afinal a solução da melhoria da trafegabilidade da área central de Cáceres é missão de todos nós. ***___Vanda Aparecida de Souza Lima – Mestranda em Geografia pela Universidade Estadual de Mato Grosso




fonte: Vanda Aparecida de Souza Lima



AREEIRA JBA anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Felicitações a Sebastiana Pacheco, carinhosamente conhecida por Tiana. Ela que troca de idade hoje e recebe o carinho especial dos familiares e amigos. Que seu dia seja completo de paz, amor e felicidade. Não esqueça de sorrir, pois sua alegria é contagiante. Parabéns! Um final de semana iluminado as nossas leitoras assíduas Cibele Simões e Adriana Nascimento. Pessoas maravilhosas e profissionais nota 1000. Grande Abraço!  Sempre alegre e de bem com a vida, a nossa amiga de longas datas Ana Lúcia Matiello Miranda.   Um Bom Dia extensivo a sua linda família.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados