Diretora administrativa: Rosane Michels
Domingo, 21 de Janeiro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Acadêmicos protestam contra a situação precária da Unemat
Data:13/12/2017 - Hora:08h55
Acadêmicos protestam contra  a situação precária da Unemat
whatsApp

Centenas de estudantes da Universidade do Estado de Mato Grosso realizaram ontem, (11), em Cáceres, uma manifestação de protesto contra a precariedade do campus, a fim de cobrar autonomia financeira à instituição.

Eles se queixam de atrasos nas bolsas e auxílios alimentação e moradia, que segundo a própria Unemat, ainda não foram pagos os valores referentes a novembro. De acordo com a instituição, os repasses estão em atraso, já que o estado deixou de repassar R$ 9 milhões neste ano. Na Unemat 19 obras em andamento, estão paradas porque a universidade não tinha recursos para fazer a contrapartida dos projetos, com recursos federais. As salas dos blocos dos cursos de agronomia, educação física e medicina estão com problemas no telhado. "Quando chove, as salas ficam alagadas", disse o presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Paulo Cézar Barbosa, estudante de educação física.

Segundo Barbosa, já foi realizado um processo licitatório para a reforma do telhado, mas a empresa vencedora desistiu de prestar o serviço, pois tem dívida para receber do estado por outras obras já realizadas. Para ele, a autonomia financeira ajudaria a solucionar vários problemas enfrentados atualmente no campus, entre eles o de infraestrutura.

Neste ano o repasse previsto é de R$ 340 milhões, mas faltam R$ 20 milhões para serem repassados. "Dessa verba, 80% é para o pagamento de pessoal, então não sobra para investir em infraestrutura e outros projetos", afirmou.

São mais de 80 processos para aquisição de mercadorias e serviços, que, de acordo com o diretório, resolveriam as demandas da instituição, mas que não foram resolvidos devido ao contingenciamento de recursos.

Ele avalia que, ao atrasar o repasses de orçamento, o estado faz com que a universidade precarize o auxilio aos estudantes. O pagamento dos auxílios tem sido feitos com dois meses de atraso, onerando os estudantes carentes que recebem auxílios moradia e alimentação para se manterem durante o curso.

Conforme a instituição, o orçamento da Unemat, que é de 2,4% da Receita Corrente Líquida (RCL) do estado, atenderia a todas as demandas, mas, como o recurso deve ser liberado pelo estado, ou seja, não cai automaticamente na conta do estado. Passa pela Conta Única do estado e o governo vai liberando. A prioridade é o pagamento de salários e as bolsas e outros auxílios são pagos depois.

 




fonte: G1/MT com Redação



AREEIRA anuncie aqui anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Felicitações a Sebastiana Pacheco, carinhosamente conhecida por Tiana. Ela que troca de idade hoje e recebe o carinho especial dos familiares e amigos. Que seu dia seja completo de paz, amor e felicidade. Não esqueça de sorrir, pois sua alegria é contagiante. Parabéns! Um final de semana iluminado as nossas leitoras assíduas Cibele Simões e Adriana Nascimento. Pessoas maravilhosas e profissionais nota 1000. Grande Abraço!  Sempre alegre e de bem com a vida, a nossa amiga de longas datas Ana Lúcia Matiello Miranda.   Um Bom Dia extensivo a sua linda família.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados