Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
A Dívida e as Duvidas
Data:28/11/2017 - Hora:08h13
A Dívida e as Duvidas
Reprodução Web

Olá, você sabe o que é divida pública? Não? Claro, que não, pois as mídias engraxadas com milhões dos poderosos pouco ou quase nada explicam sobre as ditas-cujas, apenas que Mato Grosso a exemplo dos demais estados da federação, está lascado na balança comercial do Pai D’égua chamado Brasil. Pois bem, inicialmente, vamos tentar explicar com nosso médio conhecimento de economia, o que vem a ser a tal malfadada e maldita divida pública, porque a particular, privada, a gente sabe, é a nossa conta, que só cresce mercê da política extorsiva do governo.  A população mais leiga no assunto deve estar se perguntando o que é essa tal PEC do TETO que o governo tanto fala e vende como boa. Inclusive alguns “analistas” ainda não a entenderam e, outros usam de má fé intelectual para defendê-la, como que a serviço do governo. Anota aí: dívida pública são aqueles compromissos financeiros que os entes estatais tomam com bancos, públicos ou privados e, com organismos financeiros internacionais, a exemplo do BIRD. O maior endividamento dos estados é com o Governo Federal, que em 1997, no governo FHC, através da Lei 9.496/97, federalizou, ou seja, comprou as dívidas que os estados tinham com esses entes financeiros. E assim, amarrou os dois pés e as duas mãos dos estados, com ágios explosivos, exemplo claro, o alto endividamento do estado de Mato Grosso, um dos reféns da federação. Como bem exemplifica o advogado Antonio Wagner Oliveira, Servidor Público, Vice-Presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros e membro fundador do Núcleo pela Auditoria Cidadã da Dívida Pública de Mato Grosso, a divida do nosso estado, não fecha. Ele exemplifica muito bem a agiotagem federal: em 1997 nossa dívida pública era cerca de 900 milhões de reais quando foi “comprada” pelo Governo Federal. O refinanciamento das dívidas dos estados pela União, veio associado a um conjunto de programas de ajuste fiscal e privatização do patrimônio público dos estados, além de um oneroso processo de saneamento de instituições financeiras estaduais. Desses, cerca de 200 milhões de reais advinda do extinto Bemat, até hoje está em processo de liquidação. Como os 200 milhões de reais eram dívidas privadas de latifundiários e grandes empresários com o banco, com sua liquidação foram transformadas em públicas. Ou seja, dívida privada, foi transformada em pública num passe de mágicos, e agora a dívida é de todos. De 1997 a 2017, o governo pagou cerca de R$ 10 bilhões entre juros e amortização que nunca amortiza o total e ainda está devendo cerca de R$ 6 bilhões. Na matemática do capeta, MT devia R$ 900 milhões, pagou 10 bilhões em juros e ainda deve 6 bilhões. Truco, que ou esta conta está doida ou tá saindo pelo ladrão... e o discurso vendido pelos governos (estadual e federal), é que a culpa é da folha de pagamento, que dizem, só cresce, sem explicar o como e por que cresce, desculpa pra tal PEC do Teto, uma vergonha. É a mesma fábula do déficit da previdência, ilações falaciosas, pra jogar no lombo do povo, trabalhadores humildes, das iniciativas pública e privada, a culpa pelos vazamentos milionários diários no ralo perdulário da corrupção.

 




fonte: Da Redação



AREEIRA anuncie JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Endereçamos votos de felicidades a querida Maria Luzia que trocou de idade recebendo o carinho e abraços dos amigos e familiares. Que Papai do Céu lhe cubra com o manto da  saúde e amor. Está acontecendo no estacionamento do Juba Supermercados, sito a Rua Padre Cassemiro, a Feira do Livro Espírita realizada pelo Grupo Espírita Bezerra de Menezes. A feira que teve início ontem reúne inúmeras obras dos mais renomados autores espíritas. O evento  segue até sábado das 9h às 21h. Vale conferir. Flores multicoloridas a nossa querida assinante Alzira Lindote, Dona Giroca, que acompanha todas as manhãs nosso matutino. Obrigada pela leitura e por todos esses anos prestigiando o nosso jornal.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados