Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Novas Temerosas
Data:01/11/2017 - Hora:08h46
Novas Temerosas

As últimas noticias procedentes da terra dos candangos, como sempre não são promissoras para o brasileiro sério, humilde, trabalhador e respeitador dos direitos do próximo, tudo oposto aos políticos empoderados, que usam e abusam de nossa paciência, vejam só as novas do temeroso governo: ele vai encaminhar ao Congresso a proposta de revisão do Orçamento da União de 2018, com uma meta de déficit de R$ 159 bilhões e para cumprir essa meta, (senta só pra analisar o golpe) junto seguirão duas medidas provisórias, que acabam se tornando permanentes e sempre estouram no bolso do sofrido trabalhador. Por exemplo, uma delas, tributa os fundos exclusivos de investimentos e eleva a contribuição (tomada na fonte) previdenciária do funcionalismo público que ganha mais de R$ 5 mil por mês. A outra adia do ano que vem para 2019 o reajuste de categorias de servidores públicos que ganham entre R$ 15 mil e R$ 20 mil, como se o custo de vida fosse adiado na gôndola do mercado. A mensagem com a revisão do Orçamento prevê um ganho de R$ 14,5 bilhões, entre aumento de receitas e redução de despesas. No lugar de ganho, leia-se achaque, porque é do bolso do trabalhador que vai sair este tal ganho de R$ 14,5 bilhões. Isso é só o começo, o leitor deve estar pensando que a gente só defende os servidores públicos, claro que a maioria deles merecem sim a defesa da imprensa ética e séria, descompromissada com os poderosos. A segunda bomba, amigos, é para aqueles que são cuidados por estes servidores, vitimas do achaque político. Estamos falando de nós, assalariados, povo comum das urbes e subúrbios, alvo da outra mãozada do governo, cujo ministério do Planejamento, já adiantou anteontem, informou que o governo baixou novamente a previsão para o salário mínimo de 2018, passando de R$ 969 para R$ 965. A estimativa para o salário mínimo do próximo ano já havia sido reduzida em agosto, de R$ 979 para R$ 969. Pode não ser muita diferença da merreca pra miséria, afinal, a maioria do brasileiro recebe hoje a humilhação de R$ 937,00 de aposentadoria, ou seja, o governo acena com uma esmola de R$ 28,00 de aumento, uma vergonha, amigos! Quer dizer, merreca pra gente, porque se 45 milhões de pessoas no Brasil recebem salário mínimo, entre aposentados e pensionistas, cujos benefícios são, ao menos em parte, pagos pelo governo federal, R$ 4,00 a menos na mão grande significam R$ 180 milhões por mês, afanados do trabalhador. Trocando em miúdos, a expectativa do Ministério do Planejamento é de economizar R$ 1,2 bilhão com a revisão do salário mínimo para baixo, economia a custa do suor de milhões de pessoas que até ontem, já havia somado aos demais brasileiros, desembolsados a força, mediante impostos, mais de R$ 1 bilhão e 800 milhões. Quem duvida, é só acessar https://impostometro.com.br/ e ou olhar no rodapé da notinha do mercado, que lá está o quanto o governo leva de sua grana em impostos. Quem é sádico, no próximo ano vai à urna e vota nos malandros novamente e continua sendo cúmplice, sem direito a reclamar, mas ainda é tempo de se redimir. 




fonte: Da Redação



JBA AREEIRA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Felicitações a Sebastiana Pacheco, carinhosamente conhecida por Tiana. Ela que troca de idade hoje e recebe o carinho especial dos familiares e amigos. Que seu dia seja completo de paz, amor e felicidade. Não esqueça de sorrir, pois sua alegria é contagiante. Parabéns! Um final de semana iluminado as nossas leitoras assíduas Cibele Simões e Adriana Nascimento. Pessoas maravilhosas e profissionais nota 1000. Grande Abraço!  Sempre alegre e de bem com a vida, a nossa amiga de longas datas Ana Lúcia Matiello Miranda.   Um Bom Dia extensivo a sua linda família.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados