Diretora administrativa: Rosane Michels
Segunda-feira, 23 de Abril de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Prefeitos de Cáceres e Poconé avaliam Pantanal sustentável
Data:26/10/2017 - Hora:08h50
Prefeitos de Cáceres e Poconé avaliam Pantanal sustentável
Mayke Toscano

Representantes do setor produtivo e os prefeitos dos municípios de Poconé e Cáceres se reuniram com o governador Pedro Taques na terça-feira (24), em Cuiabá, para apresentar uma normativa que oficializa a exploração sustentável do Pantanal Mato-grossense. A proposta é baseada no decreto 14273/2015 que já está em vigor no Mato Grosso do Sul e que estabelece a exploração da atividade agropecuária do Pantanal sem danos ambientais e com base nas recomendações técnicas dos órgãos oficiais de pesquisa.

De acordo com produtor Francisco Golbery Albuquerque, há muitas áreas sem utilização e que a normativa contribuiria em questões como economicidade ambiental e social. “Temos muitas áreas sem utilização e que estão se perdendo. Uma das alternativas é a substituição da pastagem nativa por pastagem artificial”, afirmou.

O secretário executivo da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), André Baby, informou que o Estado já vem estudando o decreto desde o ano passado por considerá-lo viável. “Neste primeiro momento estamos ouvindo a todos para tomarmos a melhor decisão. Isso nos propicia fazer políticas públicas sustentáveis para que aquela região tenha uma economia saudável, sustentável e que cada vez mais ela possa ser reconhecida, não só como um patrimônio ambiental, mas também cultural, de riqueza e de preservação”, destacou o secretário.

Em Poconé e em Cáceres, a agropecuária é uma das principais atividades econômicas de geração de renda. Por ano a produção chega a mais de 3 milhões de cabeças de gado nos municípios que compõem a bacia pantaneira, conforme salientou o prefeito de Cáceres, Francis Maris.

“O Pantanal é único e precisamos ter as mesmas leis de conservação, as mesmas leis é que permitem desenvolver o Pantanal economicamente, com sustentabilidade. Hoje os nossos fazendeiros/pantaneiros estão quebrando financeiramente, em virtude de todas as proibições e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), tem caído assustadoramente. Precisamos reverter isso”.

O governador Pedro Taques reforçou o interesse pela adesão ao projeto e comunicou que o decreto será assinado em Poconé. A previsão é de que seja finalizado em dezembro deste ano, com possibilidade de se estender até janeiro de 2018. O decreto já está em apreciação na Sema e as próximas etapas incluem a adequações, encaminhamentos para o Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema), Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Assembléia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).




fonte: Secom com Redação



anuncie aqui AREEIRA anuncie
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Curtindo as belezas da cidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra as amigas Marinalva Denipotte Manfrin e Fabíola Campos Lucas. Uma ótima estada no País vizinho. Votos de breve recuperação a amiga Suzy Kristina dos Santos, que sofreu uma torção no tornozelo e está de repouso impossibilitada de andar. Estamos na torcida pela seu reestabelecimento. Grande abraço. Nosso Destaque VIP para a competente equipe do Kaskata Flutuante que serve a melhor comida da cidade. Forte abraço a família Natal que está a frente de bem servir os cacerenses e visitantes. Pra hoje fica a dica de saborear aquele delicioso peixe a La Kaskata.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados